Vereadores ganham quase R$ 4 mil de salário para se reunir duas sessões por mês

Nos últimos meses, o desempenho e a representatividade dos vereadores no Espírito Santo vêm sendo postos à prova pela sociedade. Gastos desnecessários com dinheiro público, falta de relevância nos projetos apresentados e até mesmo viagens para cidades turísticas marcadas em datas festivas como o Carnaval – com o mesmo dinheiro público da frase ali em cima – fizeram com que a população questionasse o papel e a necessidade das câmaras municipais.

O questionamento ganha ainda mais força diante do fato de que, em alguns municípios, os vereadores chegam a receber mais de R$ 3 mil para realizar apenas duas sessões por mês. Alguns, ainda, tentam emplacar projetos que dão aumento ao próprio salário, conforme você vai ver no amplo levantamento feito durante toda a semana passada pelo Gazeta Online nos 78 municípios do Espírito Santo. No mapa abaixo, estão reunidas informações sobre quantas sessões cada Câmara realiza por semana e quanto ganham seus integrantes. Você também pode encontrar os contatos de cada uma destas casas, clicando no ícone localizado acima do nome de cada cidade.

Salários, de Norte a Sul

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

Os maiores vencimentos estão na Grande Vitória. Serra, Vila Velha e Vitória pagam ao seus vereadores R$ 7,4 mil. Na região metropolitana, os menores salários são em Fundão e Guarapari, com R$ 3,7 mil e R$ 3,6 mil, respectivamente. No interior, São Mateus e Linhares, com R$ 6,1 mil, seguidos de Cachoeiro de Itapemirim, com R$ 6,0 mil, são os maiores salários.
Entre os que recebem menos estão Divino São Lourenço, com R$ 1,8 mil, Águia Branca, com R$ 2 mil e Alto Rio Novo e Apiacá, com R$ 2,2 mil e R$ 2,3 mil, respectivamente. De todas as cidades do Estado, sete não quiseram informar os vencimentos de seus legisladores: Anchieta, Dores do Rio Preto, Governador Lindenberg, Ibatiba, Laranja da Terra, Nova Venécia e Pancas.

A maioria dos 78 municípios capixabas possui nove vereadores. Por todo Estado, existem projetos de ampliação. E, segundo uma reportagem de A GAZETA publicada em setembro de 2011, ao menos 20 deles já aprovaram o aumento para a próxima legislatura, em 2013.

Assim como o salário, é também na Grande Vitória que estão localizadas as câmaras mais “populosas”. Serra e Vila Velha possuem 17 vereadores, seguidas de Cariacica com 16 e Vitória com 15. A Câmara com o menor número de edis é Vargem Alta, no Sul do Estado, com apenas oito.

E o volume de trabalho? Como já foi relatado, muitas câmaras apresentam apenas duas sessões por mês. Mas existem casos, como em Guarapari, que até seis encontros são realizados mensalmente. Na capital Vitória são três sessões por semana. Já na Serra e Vila Velha são duas e em Viana apenas uma sessão ordinária por semana.