Rio: 3 prédios desabam deixando pelo menos 5 feridos


Três prédios comerciais vizinhos desabaram ontem à noite no centro do Rio. O Edifício Liberdade, de 20 andares, que ficava atrás do Theatro Municipal, no número 44 da Avenida Treze de Maio, e o Colombo, de dez andares, nos fundos, na Rua Manoel de Carvalho, viraram uma montanha de escombros. Um terceiro prédio, de quatro andares, também desabou, confirmou no início da madrugada Daisy Chaves, proprietária do imóvel.

O desabamento ocorreu por volta de 20h30. Cinco feridos foram levados ao Hospital Souza Aguiar, na região central da cidade. Cães farejadores procuram vítimas soterradas. O prefeito Eduardo Paes (PMDB) foi ao local e disse que havia pessoas no edifício Liberdade quando ele desabou – o prédio só costumava fechar às 21 horas. Mas não soube precisar o número.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

Segundo Paes, a princípio não houve explosão e o desabamento não teve relação com vazamento de gás. “Parece que um dos prédios tinha um dano estrutural que causou o desabamento, e esse prédio teria levado o outro”, declarou Paes, antes de saber do desmoronamento do terceiro edifício. As operações de resgate prosseguiriam durante a madrugada. Foi montado um posto para atender parentes de desaparecidos.

Na hora do desabamento, muitas pessoas corriam em direção à Avenida Rio Branco em busca de transporte, com medo de usar o metrô, gritando para alertar sobre o desabamento. Veículos foram atingidos por destroços e ônibus paravam no meio da pista.

A suspeita de que os destroços teriam atingido a linha do metrô que passa embaixo da Treze de Maio levou a concessionária a interditar a passagem dos trens. O trecho entre as estações Carioca e Cinelândia fica sob o local do prédio que desabou. Técnicos da companhia vistoriaram os trilhos, mas os resultados não tinham sido divulgados até a conclusão desta reportagem.