Vereadores engordam salários com viagens

sooretamaPor meio de um “rodízio de viagens” para fora do Estado, com a justificativa de que vão participar de eventos e cursos de capacitação, os vereadores de Sooretama, no Norte do Estado, têm aumentado em praticamente 50% seus salários.

Eles se dividem sempre em dois grupos e, juntos, chegam a receber até R$ 20 mil por “saída”. A Casa tem nove vereadores, e oito fizeram essas viagens.

Somente no último ano – fevereiro de 2013 a janeiro de 2014 – a Câmara gastou R$ 185 mil em diárias para bancar participação em eventos, a maioria deles em cidades turísticas.

Desse total, R$ 177 mil foram embolsados somente com viagens para cidades como Rio de Janeiro (RJ), Porto Seguro e Mucuri (BA), Governador Valadares e Belo Horizonte (MG). Também foram gastos cerca de R$ 25 mil com o pagamento de inscrições em eventos.

Por cada dia fora do Estado, cada parlamentar recebe R$ 650, uma diária maior do que a paga pela Câmara Federal – de R$ 524. No último ano, os vereadores passaram, em média, 27 dias fora do Espírito Santo. Assessores e o procurador da Casa, Wesley Loureiro da Cunha, também participam dos cursos e eventos.

No Espírito Santo, a cidade de Domingos Martins também foi frequentada por parlamentares. A diária para dentro do Estado é de R$ 350. Os próprios parlamentares admitem o “sistema de rodízio”. O presidente da Câmara, Eraldo de Oliveira Gomes, o Baé (PMDB), revela que em um mês viajam quatro vereadores e no outro o restante do grupo.

Rodízio

“Fazemos isso sempre após a sessão, para não precisar faltar. Saímos geralmente na terça-feira. O curso costuma acontecer das 8 às 13 horas”, conta. Em seu primeiro ano à frente da Casa, Baé foi o campeão em diárias recebidas: passou cerca de 41 dias viajando e embolsou R$ 26.650.

Em média, ele recebeu R$ 2.220 por mês só pelas viagens, fora o salário de R$ 4.950. Somente para Belo Horizonte, ele viajou cinco vezes, passando 25 dias na Capital mineira.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

vereador Samuel Nogueira de Almeida (PTB) deixou a função para assumir a Secretaria Municipal de Educação, em meados de 2013, mas enquanto esteve na Câmara passou 25 dias em eventos e recebeu por eles R$ 16.250.

Em média foram R$ 1.354 por mês na conta só pelas viagens. Quem ocupou a vaga foi Aldenir José dos Santos (PPL), que já recebeu 11 diárias (R$ 7.150) após assumir o mandato. Apenas o vereador Edson Isidoro (PDT) não teve viagens. Um grupo começou este ano viajando para Belo Horizonte.

A Câmara, no entanto, não informou quais foram. A maior parte dos cursos foi realizado pela Inovar Cursos e Treinamentos em Gestão Pública e pela Inove Treinamento em Desenvolvimento. Os representantes das empresas não foram localizados para comentar o caso.

Entenda o esquema

A Câmara

Trabalhos

A Câmara de Sooretama tem nove vereadores. O salário é de R$ 4.950 (bruto). Eles se reúnem uma vez a cada 15 dias. As sessões costumam durar até 3 horas. O recesso parlamentar é de 45 dias.

Estrutura

Cada vereador tem direito a um assessor. Não há gabinetes para os parlamentares na Casa, apenas para o presidente. A Câmara tem gasto anual, segundo a Revista Finanças, de R$ 1,6 milhão.

As viagens

Diárias

Só os parlamentares receberam R$ 156.650 mil apenas com viagens para outros Estados, de fevereiro de 2013 a janeiro de 2014.

Gastos com viagens (em um ano)

Eraldo de Oliveira Gomes, o Baé (PMDB)

41 diárias: R$ 26 mil (R$ 2.166 a mais por mês)

Lindomar Rigatto (Madim) (PDT)

30 diárias: R$ 19,5 mil (R$ 1.625 a mais por mês)

Agnaldo Machado Ferreira (PSDC)

31 diárias: R$ 20,1 mil (R$ 1.675 a mais/mês)

Geraldo Guidini (PP)

30 diárias: 19,5 mil (R$ 1.625 a mais/mês)

Paulo Roberto Salvador (SDD)

24 diárias: R$ 15,6 mil (R$ 1.300 a mais/mês)

Samuel Nogueira de Almeida (hoje secretário de Educação)

25 diárias: R$ 16,2 mil (R$ 1.350 a mais/mês)

Roque Bazzoni (PT)

24 diárias: R$ 15,6 mil (R$ 1.300 a mais/mês)

Clemilson Gulart Rosa (PMN)

25 diárias; R$ 16,2 mil (R$ 1.350 a mais/mês)

Aldenir José Siqueira dos Santos (SDD)

(assumiu no lugar do Samuel) – 11 diárias: R$ 7,1 mil (R$ 591 a mais por mês).

Fonte: gazetaonline