TJES lança Comissão de Enfrentamento à Corrupção

O Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES) lançou nesta quinta-feira (22), a Comissão de Enfrentamento à Corrupção e à Improbidade Administrativa. A iniciativa da presidência da instituição, irá permitir maior celeridade no julgamento e na identificação desses casos.

A Comissão de Enfrentamento à Corrução e à Improbidade Administrativa funcionará no próprio TJES e será composto por membros do judiciário capixaba, Ministério Público e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seccional Espírito Santo. O grupo não tem prazo definido para finalizar os trabalhos.

“A Comissão localizará cada crime de corrupção que esteja tramitando pelo Poder Executivo do Espírito Santo. Em seguida, analisará o estado de cada um deles e sugerirá medidas para que sejam finalizados”, explicou o presidente do TJES, desembargador Pedro Valls Feu Rosa.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

Também são metas da equipe a criação de mecanismos de transparência no andamento dos processos em tramitação no Estado e a instalação de um novo painel com os casos de corrupção, a serem colocados na entrada do Tribunal de Justiça.

Para o corregedor-geral do Tribunal de Justiça, desembargador Carlos Henrique Rios do Amaral, a iniciativa instalada no Poder Judiciário capixaba deve ser expandida por todo território nacional. “ Acho louvável essa iniciativa e espero que não se limite ao Espírito Santo”, pontuou.

Já o desembargador Willian Couto Gonçalves pontuou que a iniciativa vem ao encontro dos anseios da sociedade. “ São medidas que vêem responder os reclames da população”, considerou.

A assinatura do Ato de instalação da Comissão contra corrupção contou ainda com a participação do Conselheiro da OAB/ES, Délio Prates; do Procurador de justiça do Ministério Público Estadual, Sérgio Dario Machado; do presidente da Associação dos Magistrados do Estado (Amages), Sérgio Ricardo de Souza; e do juiz de Direito, Carlos Ernesto Campostrini Machado.