Suspeita de “Caixa 2” em eleição de Pancas, coligação registra ocorrência na Policia Civil

A Coligação “Vamos Juntos Por Um Pancas Melhor”, que apoiou Cláudio Eggert (PSB), segundo colocado na última eleição para o cargo de prefeito, registrou um boletim de ocorrência contra a “Coligação Pancas Competência Para Mudar”, que apoiou o prefeito de Pancas, Sidiclei Giles, o Dr. Sidiclei (PDT).

A ocorrência foi registrada na última quinta-feira (29), na Delegacia de Polícia Civil de Pancas, após alguns áudios de telefonemas e fotos serem sidos divulgados no WhatsApp. “Áudios e fotos circulando nas redes sociais em que demonstrariam um financiamento irregular de campanha do (então) candidato Dr. Sidiclei, que não foi contabilizado – caixa dois -”, diz o histórico da ocorrência, feita pela coligação que perdeu a eleição.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

Na ocorrência, foi anexado cinco áudios e várias fotos, onde, nelas, aparecem o prefeito Dr. Sidiclei recebendo um homem num carro branco, além de um envelope endereçado ao promotor de Justiça da Promotoria de Pancas, Creumir Guerra.

Em nota, o PSB de Pancas, partido de Cláudio Eggert, achou grave o que está nos áudios e imagens, onde pede investigação por parte dos órgãos competentes. “O partido e a coligação pedem investigação sobre esses áudios e fotos. Esses áudios de telefonemas são suspeitos e cabe as autoridades investigarem”, diz o PSB.

Segundo o titular da Delegacia de Polícia Civil de Pancas, delegado Renan Alves dos Santos, a ocorrência será encaminhada à Polícia Federal. “Vou enviar para a Polícia Federal que apura crimes eleitorais”, explicou o delegado Renan.