STJ manda soltar ex-procurador de Presidente Kennedy

O ex-procurador-geral de Presidente Kennedy Constâncio Borges Brandão e quatro empresários presos na Operação Lee Oswald obtiveram decisão favorável do Superior Tribunal de Justiça (STJ) para deixarem a prisão. Mas até as 21 horas de ontem (12), Brandão e dois dos empresários – Cláudio Ribeiro Barros e Jurandy Nogueira Junior – continuavam presos.

Já os empresários Ely Ângelo e José Carlos Jordão Gomes, conhecidos como Irmãos Metralha, deixaram a cadeia na última terça. Todos eles foram beneficiados por liminar do presidente do STJ, ministro Ari Pargendler, que estendeu os efeitos da liminar concedida pelo ministro Jorge Mussi à ex-secretária Juliana Fontão Cruz, solta no último dia 29.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

Na última terça-feira, o presidente do STJ havia liberado o prefeito afastado de Kennedy, Reginaldo Quinta (PTB), e mais quatro acusados de envolvimento em desvios e fraudes no município. O único que ainda não conseguiu liberação é o empresário José Roberto da Rocha Monteiro.

Pargendler impôs aos empresários e ao ex-procurador-geral as mesmas restrições previstas para Reginaldo: estão proibidos de deixar o município e o Brasil, devem obedecer à ordem de recolhimento domiciliar no período noturno e finais de semana, além de comparecer periodicamente em juízo para informações de rotina.

O advogado de Brandão, Arthur Stephan Melo, disse que vai pedir para que seu cliente possa sair do município, pois ele atua como advogado e tem causas em vários locais.