“Só está vivo porque é atleta”, dizem médicos que atenderam o lutador Fábio Defendenti

O lutador de Artes Marciais Mistas (MMA), Fábio Defendenti, 29 anos, está internado em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), do Hospital Central Estadual, no Parque Moscoso, em Vitória. O  lutador sofreu um acidente Vascular Cerebral (AVC), por volta do meio-dia da última quarta-feira (19), após um treinamento, e só conseguiu vaga para ser internado na tarde desta sexta-feira (21). Segundo os médicos, Fábio só está vivo, porque é atleta.

Segundo Daniel Mendes, que é treinador de muay thai de Fábio, o atleta aparenta estar bem, mas todos os médicos que avaliaram a situação do lutador, afirmaram que o quadro clínico é grave. “Os médicos falaram que Fabio sofreu um AVC de grandes proporções, mas aparenta estar bem porque é um lutador e cuida muito bem de seu condicionamento físico”.

Daniel disse que, segundo os médicos, se Fábio não fosse atleta as sequelas seriam ainda piores. O treinador de muay thai também afirmou que, antes de ser internado na UTI, Fábio conversava bem. Por isso ele acredita na melhora do lutador. “Agora é ficar na torcida pelo Fábio. Quero que ele saia dessa logo”.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

A Secretaria de Saúde do Espírito Santo (Sesa) se limitou a informar que o lutador está no hospital e está sendo atendido.

O caso

O lutador Fábio Defendenti sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) após o treino da última quarta-feira (19), por volta das 12 horas. O primeiro atendimento que o atleta recebeu, ocorreu no mesmo dia no Pronto Atendimento (PA) de Cobilândia. Após ser liberados do PA, Fábio percorreu vários hospitais da rede pública durante quarta (19) e quinta (20, mas só voltou a ser atendido na manhã desta sexta-feira (21), nos hospitais Vila Velha e Antonio Bezerra de Farias. Entretanto, o atleta foi obrigado a deixar os dois hospitais por falta de vagas nas UTIs.

“Procuramos atendimento em vários locais e não conseguimos. Fomos ao Hospital São Lucas, no Evangélico, postos de saúde e outros. Já tinha sido confirmado o AVC e, mesmo assim, Fábio teve o atendimento negado. Tudo aconteceu após fazer o treino. Estávamos sentados próximos um do outro e conversávamos normalmente. De uma hora para outra ele perguntou para um de nossos amigos da academia onde eu estava. Tava ali na frente dele, mas não conseguia me ver. Foi nesse momento que começamos a desconfiar que alguma coisa estava errada”, completou.

Fábio deu entrada no Hospital Vila Velha na manhã desta sexta-feira com fortes dores de cabeça e visão comprometida. Conforme seu treinador, o médico que fez o primeiro atendimento afirmou ser um caso grave. “Conforme o médico que o viu, trata-se de um AVC grande. Pela gravidade, não sabe como o atleta está tão bem. Mas a situação dele é grave e se ele não for internado o mais rápido possível, pode entrar em coma”, afirmou Daniel, logo após o primeiro atendimento.

Só depois, por volta de 15h30, o lutador foi internado no Hospital Central Estadual, no Parque Moscoso, em Vitória.