Sinal verde para novos vereadores

Parlamentares mudaram lei para criar mais vagas no município. Número deverá passar hoje de 16 para 19 vereadores

A Câmara Municipal de Cariacica vota hoje a proposta de criação de novas vagas para vereador. Após muita negociação e troca de acusações, os parlamentares fecharam ontem um acordo para mais três cadeiras, subindo de 16 para 19 o número de vagas a partir de 2013.

O acordo foi costurado durante a sessão extraordinária realizada ontem à tarde para deliberar sobre o tema e para aprovar a alteração na Lei Orgânica Municipal (LOM) que permite a criação de novas vagas.

A sessão começou às 15 horas, mas foi interrompida por falta de consenso na votação, que poderia ser suspensa sem o acordo.

Cerca de meia hora depois os vereadores voltaram ao plenário, reiniciaram a sessão e votaram dois projetos antes de entrar na apreciação da alteração da LOM.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

Dos 16 vereadores que compõem o Legislativo cariaciquense, apenas José Luiz Rodrigues (PT) votou contra a alteração da LOM.

“Respeito a posição dos colegas, mas discordo dos argumentos para criar mais vagas”, disse Rodrigues, que culpou os colegas de agirem contra a vontade do eleitor.

“Perdemos a oportunidade de dar nossa contribuição para Cariacica melhorar o atendimento à população. O poder público está longe de prestar serviços de qualidade e o povo é contra mais vereadore s “, disparou.

Divididos, alguns populares presentes vaiaram o petista, outros aplaudiram. Alguns vereadores atacaram José Rodrigues.

Foi o caso de Cleidimar Silva (PMN), Robson Schaefer (PDT) e Ilma Chrizóstomo (PSDB), todos favoráveis a criar mais vagas. Ilma disse que Rodrigues quer ser candidato a prefeito pelo PT e por isso votou contra.

“Você quer ser o candidato a prefeito do seu partido e vem aqui fazer discurso de demagogo?”, questionou da tribuna do plenário antes de votar a favor da mudança na legislação.

“Eu prefiro aumentar o número de vereadores e reduzir os gastos da Câmara. Tira os cargos, assessores, benefícios, mas é melhor aumentar a representatividade”, afirmou Ilma.

O presidente da Mesa Diretora, Adilson Avelina (PSD), agendou para a sessão de hoje à noite a votação definitiva. “Há cinco alternativas (17, 19, 20, 21 ou 23), mas o acordo é para votar em 19″.