Sem importar com as denúncias do Judiciário, Givaldo Vieira vai a Mantenópolis, em ato oficial, para dar o apoio petista ao prefeito Eduardo Carneiro

com informações do site www.gazetadonorte.com

Pegou muito mal e a população do estado do Espírito Santo e principalmente do município de Mantenópolis não viram com bons olhos a ida do vice governador do estado em exercício, Givaldo Vieira (PT), que substituiu o governador Renato Casagrande na visita oficial feita ao município de Mantenópolis situado no noroeste capixaba.

O prefeito Eduardo Carneiro (PT) que já foi denunciado pela promotoria local com pedido de improbidade por diversos atos de corrupção e falsicação de documentos (Diario Oficial do Estado) e tem feito um governo muito contestado no município, com a presença do vice-governador do próprio partido teve “entre aspas” um apoio nesta hora em que a justiça e parte da população pede a sua saída. O apoio petista nesta hora em Mantenópolis no Espírito Santo mostra que a política brasileira ainda tenta burlar a lei e impedir a ação do Judiciário no país, este é um ato oficial que está sendo realizado fora de hora e totalmente político, para barrar a atuação da promotoria e não deixar acontecer a improbidade, acho vergonhoso esta situação, diz um comerciante local.

Na oportunidade o governo reafirmou seu compromisso com o homem do campo do Noroeste do Estado, na manhã desta sexta-feira (27), durante solenidade no Centro de Mantenópolis. O governador em exercício Givaldo Vieira, acompanhado do secretário de Estado de Agricultura Ênio Bergoli e do prefeito municipal Eduardo Carneiro, entregou uma pá-carregadeira, no valor de R$ 254.300,00, para trabalhar na recuperação de estradas vicinais da região.

Givaldo Vieira também assinou convênio do programa Vida no Campo, na ordem de R$ 200.000, para construção de um hortomercado no município. A visita do governador em exercício também contemplou a assinatura de mais dois convênios que garantem a aquisição de material para irrigação de sementes e mudas, no valor de R$ 58.000,00, e um para a construção de um terreiro de café e estufa no córrego Alto São José, distrito de São José, no município, no valor de R$ 55.000,00. A pecuária leiteira local também foi incentivada com a entrega de um botijão com doses de sêmen bovino.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

Em um ato extremamente político e também para tentar descaracterizar o pedido de improbidade administrativa o governador em exercício prometeu mundos e fundos e disparou à metralhadora de obras, abrindo os cofres para o prefeito, falando de obras que ainda vão chegar ao município e ao governo petista, como se o governo do prefeito Eduardo Carneiro está normal e com uma excelente popularidade e que tudo que a promotoria requereu vai terminar em pitza.

Givaldo Vieira afirmou que o Executivo Estadual tem privilegiado, principalmente, a agricultura familiar, que necessita de incentivo para se desenvolver, a exemplo das ações realizadas nesta manhã.

“Os investimentos consolidados ajudarão na manutenção das estradas rurais, no melhoramento da qualidade do café, no comércio e aquecimento da economia local e na produção de alimentos saudáveis, que contribuem para preservar o meio ambiente. A agricultura familiar é a grande beneficiada e poderá se tornar cada vez mais sustentável, com a participação do programa Vida no Campo, do Governo do Estado”, frisou.
Givaldo Vieira ainda anunciou futuros investimentos para a mobilidade urbana da região. “Em breve o governador Renato Casagrande virá a Mantenópolis para fazer a inauguração da ES 164, estrada que liga o município até a divisa com Minas Gerais. E o governo mineiro se comprometeu a completar o asfaltamento de parte da estrada que liga os dois estados. Adianto também que em poucos dias o governador assinará convênio, no valor de R$ 1,5 milhão, para pavimentar e asfaltar todas as ruas da cidade, inclusive a Avenida Central”, revelou.

Partido dos Trabalhadores

Givaldo foi presidente do Diretório Regional do PT do mês de dezembro de 2008 ao mês de agosto de 2011. Em 3 de outubro de 2010, em primeiro turno, Givaldo Vieira foi eleito vice-governador do Espírito Santo e assumiu no dia 1º de janeiro de 2011, junto com o governador eleito, Renato Casagrande, o governo do Estado.

Na presidência do Diretório Regional do PT, em 2010, Givaldo Vieira celebrou os bons resultados obtidos pelo partido com a eleição de um vice-governador, senadora, deputada federal e quatro deputados estaduais, dobrando as bancadas. Ainda na gestão do presidente Givaldo Vieira, o PT estadual elevou sua participação na esfera nacional, no dia 1º de janeiro de 2010, quando a deputada federal Iriny Lopes foi nomeada para o cargo de Ministra da Secretaria Especial de Políticas para Mulheres, no governo da presidente Dilma Rousseff.

Em 2009, durante a gestão de Givaldo, o partido realizou o Processo de Eleição Direta (PED) e contou com a participação de 8.609 filiados, que puderam, de forma democrática, escolher e eleger o presidente do partido. No período, 51,13% do total de filiados estavam aptos a votar. Houve, portanto, aumento de 3,13% de participação em relação ao processo de 2007, quando 4.369 filiados votaram.

fonte- GAZETADONORTE