Réu do mensalão, Dirceu critica luta contra corrupção

Petista diz ainda que denúncias contra ministros são só para atacar o governo

Discursando para uma plateia de centenas de militantes no 2º Congresso da Juventude do PT, em Brasília, o ex-ministro da Casa Civil, deputado cassado e réu no processo do mensalão José Dirceu criticou o que chamou de “luta moralista contra a corrupção”.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

Ele foi homenageado pelos organizadores, ontem, com uma camiseta em que aparece sua imagem, a frase “contra o golpe das elites” e a palavra “inocente”. O julgamento do processo do mensalão pode acontecer em 2012, no Supremo. Para criticar os movimentos que têm cobrado combate à corrupção, Dirceu afirmou que ações semelhantes levaram às eleições de Jânio Quadros e Fernando Collor para a presidência da República. “Nossa luta tem que remontar o passado. Nas duas vezes em que houve lutas moralistas contra a corrupção deu no Jânio e no Collor, um renunciou e o outro sofreu impeachment”.

Para ele, a intenção das denúncias é somente atacar o governo. “Nesse momento o que pretende construir é isso, a pretexto de combater a corrupção”. Na visão dele, a pressão que é feita sobre os ministros não é a mesma em relação a escândalos em São Paulo, onde o PSDB administra.