Presos assassinos de motorista da Viação Serrana

Os assassinos Erlan Santana, 22 anos, e um adolescente de 17 anos, acusados de matar o motorista de ônibus da Viação Serrana, José Carlos Carvalho Ribeiro, foram presos nesta quarta-feira (30). Os dois foram levados para a Delegacia de Crimes Contra a Vida (DCCV) da Serra, onde prestaram depoimento à polícia.

Erlan foi localizado após ter a imagem divulgada na imprensa. Policiais Militares do Serviço de Atendimento ao Cidadão (Sac) de Itapoã, em Vila Velha, receberam uma ligação informando sobre o paradeiro do assassino.

Ele estava escondido na casa de parentes. O imóvel fica na Rua Araré, 377, no bairro Divino Espírito Santo, também em Vila Velha. Pela manhã, a Polícia Militar cercou a residência, e o suspeito não reagiu à prisão. Na casa estavam apenas Erlan e a mãe dele. A residência foi revistada, mas nada de ilícito foi encontrado.

Durante o depoimento, Erlan preferiu falar somente em juízo. Já o adolescente contou à polícia que outro rapaz, identificado apenas como Ramon também teve participação no assassinato.

Foi também o adolescente que revelou à polícia a possível motivação do crime. Segundo o rapaz, o motorista teria sido reconhecido por Ramon como o homem que teria violentado sexualmente uma adolescente, parente dele.

A polícia está apurando se essa informação é verdadeira, uma vez que a conduta da vítima não condiz com a acusação dos criminosos. O motorista José Carlos era coordenador de cursos de casais e de famílias da Igreja Católica do bairro São Geraldo, na Serra.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

Amigos e familiares afirmam que ele era um excelente pai e marido. Além disso, segundo colegas de trabalho, o motorista era um ótimo profissional.

“Segundo o adolescente, Ramon estaria, inclusive, com uma fotografia da vítima nas mãos e teria apontado José Carlos aos dois autores da execução”, disse o delegado Josafá da Silva.

O delegado Josafá da Silva afirmou não ter dúvidas sobre a participação dos três envolvidos na morte do motorista José Carlos Ribeiro.

“Tenho total convição que eles participaram do crime. O Fabrício Nascimento Marques, 18, comparsa de Erlan, e que também era um dos suspeitos não teve participação nesse crime, salienta o delegado.

“O Fabrício tem prisão decretada pela Justiça em um homicídio e é investigado por mais dois assassinatos. Porém, não tem envolvimento na morte do motorista, segundo o adolescente”, afirmou o delegado Josafá da Silva.

Erlan Santana disse apenas que havia emprestado o carro – o Gol branco MRC 2866 – para um amigo. E teria sido esse rapaz que, segundo ele, cometeu o crime.

“Sabemos que essa versão dele é mentirosa porque as imagens de câmeras de segurança mostram o assassino com as características físicas bem diferentes das do rapaz que o Erlan acusou”, frisou o delegado.

Erlan é suspeito de outros dois assassinatos na Serra. Ele também é investigado por tráfico de drogas e assalto. Foi por meio do adesivo colado no vidro traseiro do carro, que a polícia conseguiu identificar Erlan.

Quem tiver mais informações que ajudem a polícia a esclarecer o crime pode ligar para a DCCV da Serra (3138-8105) ou Disque-Denúncia (181). Não é preciso se identificar.