Preso ex-prefeito de Viana José Luiz Balestrero

Por ordem da 4ª Vara Criminal da Comarca de Cariacica, a Polícia Civil prendeu nesta quarta-feira (25/04) o médico e ex-prefeito de Viana José Luiz Balestrero. A prisão se deve pela condenação de 15 anos – a sentença já transitou em julgado – imposta a Balestrero, pela acusação de ser mandante do assassinato de um de seus assessores, Genildo Maciel de Assis, crime ocorrido em 1998.

A prisão de Balestrero ocorre uma semana depois em que ele foi condenado – em outra sentença, junto com mais 11 pessoas – à suspensão dos seus direitos políticos por oito anos, pela 3ª Vara da Fazenda Pública Estadual de Vitória.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

A ordem de prisão contra o ex-prefeito Balestrero foi assinada pelo juiz Alexandre Pacheco, da 4ª Vara Criminal de Cariacica. Balestrero havia sido condenado desde 2004, de acordo com os autos da sentença número 012040058278, proferida pelo juiz Jorge Luiz Ramos.

Ele recorreu junto ao Tribunal de Justiça, onde a condenação foi mantida. Recorreu, posteriormente, ao Superior Tribunal de Justiça, em Brasília, onde a condenação transitou em julgado. Agora, não cabe mais recurso. Por isso, ele agora terá que cumprir a pena na prisão.

Genildo foi assassinado a tiros próximo ao estádio Kleber Andrade, em Campo Grande, Cariacica, na tarde do dia 17 de maio de 1998. Ele era lobista e servidor da Prefeitura de Viana, cujo prefeito era José Luiz Balestrero.

Segundo denúncias do Ministério Público, Genildo foi morto porque teria ameaçado denunciar “esquemas de corrupção praticada pela gestão de Balestrero na Prefeitura de Viana”.