Preso empresário investigado em fraudes na Prefeitura de Nova Venécia

Preso empresário investigado em fraudes na Prefeitura de Nova Venécia

O empresário Vinicius Galvão Santana se apresentou a Promotoria de Justiça de Nova Venécia, nesta segunda, 8.

  POR REDAÇÃO

  09.JULHO.2019 ÀS 09:40

Oempresário Vinicius Galvão Santana se apresentou a Promotoria de Justiça de Nova Venécia, nesta segunda, 8.

Ele é investigado na Operação “Adsumus”, que apura fraudes em licitações na Prefeitura de Nova Venécia-ES.

Já estão presos a servidora da Prefeitura de Nova Venécia, Tatiany da Silva Pirola, e os empresários Leonardo Cremasco da Silva, Silvana de Fátima Meireles Santana, Fabio Salvador e Wagner Boechat de Azeredo.

Também foram cumpridos 26 mandados de busca e apreensão nos municípios de Nova Venécia, São Gabriel da Palha e São Mateus.

A servidora e a empresária presas foram levadas para o Centro de Detenção Provisória de Colatina e os demais presos para o Centro de Detenção Provisória de Linhares.

Continua depois da Publicidade

O Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco-Norte), informou que os outros mandados de prisão temporária expedidos para a Operação “Adsumus” serão cumpridos com a continuidade das investigações.

A ação

A operação foi deflagrada pelo Gaeco-Norte com o apoio do Núcleo de Inteligência da Assessoria Militar do MPES e da Polícia Militar, para a apuração de fraudes em licitações no município de Nova Venécia cometidas com a participação de agentes públicos e particulares.

Os alvos das ações foram a sede da Prefeitura e secretarias municipais de Nova Venécia, residências e empresas de investigados. Foram apreendidos telefones celulares, documentos, computadores e mídias, que serão analisados pelos integrantes do Gaeco.

A apuração teve início em 2014. Devido à complexidade dos fatos, o Gaeco incorporou e passou a utilizar técnicas especiais de investigação internacionalmente reconhecidas, o que permitiu a constatação de fortes indícios de um esquema criminoso para fraudar licitações no município de Nova Venécia.

Fonte: Ministério Público do ES