População pede fim da corrupção em protesto no TJES

Movimentos sociais realizaram, entre 15 e 16 horas desta sexta-feira (20), pouco antes da palestra com conselheiro Bruno Dantas, do CNJ, uma manifestação em frente ao Palácio da Justiça Desembargador Renato de Mattos, em apoio às decisões do Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES) no combate à corrupção no Espírito Santo.

A manifestação, de acordo com os dirigentes de entidades que dela participam, é uma resposta aos últimos atos da Justiça, que determinou o afastamento do prefeito e quatro vereadores, além de decretar a prisão de 28 pessoas em Presidente Kennedy, no Sul do Estado.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

“Renasce dentro de nós o orgulho de pertencermos ao Poder Judiciário”, discursou o presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Poder Judiciário (Sindijudiciário), ao mesmo tempo em que era anunciada mais uma decisão relacionada ao município recordista em recebimento de royalties: a confirmação da decisão da Câmara de Vereadores de cassar o mandato do vice-prefeito, que havia acabado de assumir o cargo em lugar do prefeito afastado por decisão do Tribunal.

Estavam na manifestação, feita em carro sonorizado, representantes do Sindijudiciário, Sindilegis, que reúne servidores do Poder Legislativo, e Sindipúblico, entidade dos servidores do Poder Executivo, além da Central Geral dos Trabalhadores do Brasil e do Movimento Justiça Brasil. “O Tribunal tem todo o apoio da sociedade para seguir em frente”, discursou um dos manifestantes, enquanto convidava as pessoas a participarem da palestra do membro do Conselho Nacional de Justiça.