Policiais de Mantena agem rápidos e prende assassino do irmão do vereador Massariol

Luciano Massariol, 38 anos, foi morto a facadas na madrugada de sábado, 11. Ele chegou a ser socorrido ao Pronto Atendimento do Hospital Evangélico de Mantena/MG, mas não suportou os ferimentos e morreu. O crime foi praticado na Rua Olegário Maciel, no centro da cidade e o corpo de Luciano foi levado para o Instituto Médico Legal de Governador Valadares/MG, de onde, depois de periciado, foi liberado aos familiares para sepultamento. Usuário de drogas, Luciano era irmão do vereador Adriano Massariol (PT).

O referido crime assustou a população de Mantena, pois ele foi assassinado com duas facadas e os golpes foram fatais. Muita gente na cidade sabia do seu envolvimento de Luciano com as drogas, embora fosse uma pessoa prestativa e muito boa. Ele tentou por diversas vezes deixar o vicio, mas não conseguiu e levava uma vida agitada. Muito querido pelos amigos e com seu jeito de ser muitas vezes enganava quem não o conhecia, pois não era de brigas e apenas quando conversava falava em um tom mais alto e gesticulando.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

Prisão

A polícia militar agiu rapidamente e prendeu o assassino Marcelo Ramos dos Santos, 30 anos, ex-presidiário e com varias passagens pela polícia. Ao ser preso pelos PMs, o criminoso confessou que matou Luciano Massariol. De acordo com o acusado, a vítima lhe pediu R$10 reais para ir até ao bairro dos Operários para comprar uma pedra de crak, mas ao retornar, Luciano disse para Marcelo que tinha feito o uso da pedra sozinho.

Ao ser informado que não tinha mais droga para Marcelo, o acusado então enfurecido não gostou do que ele fez, e começaram a discutir, e em dado momento entraram em luta corporal. Marcelo contou a polícia, que sacou de uma faca, e desferiu dois golpes na vitima, sendo uma no pescoço e outra no peito. Luciano Massariol foi socorrido, mas, morreu ao dar entrada no Pronto Atendimento do Hospital Evangélico de Mantena. Após ser ouvido pela PM, Marcelo foi conduzido ao Presidido Regional de Governador Valadares onde esta a disposição da Justiça.