Polícia Federal prende ex-prefeito Mateuzão de Pedro Canário por fraudes tributárias

Mateus Vasconcelos, o Mateusão, foi condenado a cinco anos e dez meses de prisão. Não cabe recurso à decisão

Está na cadeia desde quarta-feira (25) o ex-prefeito do município de Pedro Canário, Mateus Vasconcelos, o Mateusão. Ele foi condenado a cinco anos e dez meses de detenção por fraudes. A decisão da judicial, em última instância, foi dada no final do ano passado e não cabe recurso. Vasconcelos está detido no Complexo Penitenciário de Xuri, em Vila Velha.

Mateusão foi preso pela Polícia Federal no fim da tarde desta quarta-feira (25), na cidade de Pedro Canário, no Norte do Estado. Os policiais cumpriram um mandado de prisão contra o ex-prefeito expedido pela Justiça Federal. Vasconcelos foi condenado por ter cometido fraudes tributárias e por ter prestado declarações falsas às autoridades, em 2007.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

No fim de 2011, a decisão transitou em julgado e foi expedido um mandado de prisão contra Mateusão. A pena determinada foi de cinco anos e dez meses. Após ser preso, Vasconcelos foi levado para o Complexo Penitenciário de Xuri, em Vila Velha.

A advogada de defesa de Mateusão, Sandra Maria Balbino da Trindade, foi procurada pela reportagem para comentar o caso mas não foi localizada.
( detalhe, Sandra Maria Balbino da Trindade é a mesma advogada que defendo o Prefeito de Mantenópolis Eduardo Alves carneiro ( PT ) acusado por fralde em licitação e falsificação de documentos publico e particular )

Cassação

Mateusão foi eleito prefeito da cidade de Pedro Canário nas eleições de 2008. Ele assumiu o cargo, mas devido às diversas acusações de irregularidades durante a campanha, ele foi afastado do cargo no início de dezembro de 2010. O segundo colocado no pleito, Ataídes Canal, assumiu a prefeitura na ocasião.