Paulo Hartung consolida opção política longe do PT, avalia especialista

Após apresentar um leque de possíveis pré-candidatos para substituí-lo caso ele não entre na disputa, o ex-governador Paulo Hartung (PMDB) consolida sua opção política longe do PT e resgata sua trajetória de militância. A avaliação foi feita pelo cientista político Fernando Pignaton após entrevista concedida pelo ex-governador ao jornal Folha Vitória e também à Radio Vitória.

“Eu acho que ele manteve claro que o campo político dele é diferente do PT. Nesse momento em que faz um balanço da sua vida ele se sente mais confortável com esse bloco citado durante a entrevista”, pontuou.

Os nomes destacados pelo ex-governador são os deputados Cesar Colnago (PSDB), Lelo Coimbra (PMDB), Luciano Rezende (PPS); o ex-deputado Luiz Paulo Vellozo Lucas e o senador Ricardo Ferraço (PMDB). “É um bloco político que tem um perfil mais técnico, baseado em resultados”, disse.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

Pignaton afirmou ainda que diante de tantos aliados cotados para concorrer ao Executivo pode ser que não haja uma candidatura de consenso e dois nomes do mesmo grupo político de Hartung podem ser lançados na disputa. “Acredito que será no segundo turno que ele irá garantir essa união de forças contra o PT”.

Sobre a possibilidade de o senador Ricardo Ferraço entrar na corrida eleitoral, Pignaton avalia que o peemedebista terá um dilema pela frente, já que é um dos principais interlocutores no Senado contra as ameaças que rondam às receitas do Estado.

“Ele está tendo um papel importante nessa luta e neste momento fica difícil abandoná-la”, explicou.

O senador tem evitado em falar sobre candidatura e vem afirmando que atualmente seu projeto é trabalhar para manter as receitas do Estado no Congresso. No entanto, não descarta a possibilidade, já que autorizou colocar seu nome para ser avaliado nas pesquisas internas dos partidos.