“Parece que passou um furacão em Itaguaçu”

A palavra reconstrução é a mais pronunciada pelo governador Renato Casagrande (PSB) nos últimos dias em meio às chuvas que atingem o Espírito Santo. Ontem, ele esteve em três das cidades mais atingidas – Itaguaçu, Itarana e Baixo Guandu.
O levantamento dos prejuízos está apenas no início. Veja o que o governador diz sobre a situação de emergência do Estado.

 

A palavra reconstrução é a mais pronunciada pelo governador Renato Casagrande (PSB) nos últimos dias em meio às chuvas que atingem o Espírito Santo. Ontem, ele esteve em três das cidades mais atingidas – Itaguaçu, Itarana e Baixo Guandu.
O levantamento dos prejuízos está apenas no início. Veja o que o governador diz sobre a situação de emergência do Estado.
Foto: Vitor Jubini

itagua__u-1227169

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

Moradores de Itaguaçu em meio ao caos: governador esteve também no município e se impressionou com a destruição.
Furacão
Cheguei a Baixo Guandu às 10h30 e retornei a Vitória às 18h30. Fiquei cerca de duas horas e meia em cada cidade. Itaguaçu está destruída, parece que passou um furacão, o calçamento está remexido e, onde tem asfalto, tem buraco. Nas outras cidades há crateras. O interior de Itarana está destruído.Prejuízo

Fui a essas cidades e me reuni com prefeitos, bombeiros, Polícia Militar. A ideia é que os prefeitos comecem a fazer o levantamento do que precisam para a reconstrução: quantas pontes, quanto calçamento, quantas casas. Mas não temos ainda uma prévia. Isso, só na semana que vem.Dinheiro

Vou disponibilizar parte do meu orçamento. Não vou ficar esperando só o governo federal. Estamos estudando a Medida Provisória que acelera os recursos federais, publicada ontem, mas independentemente disso vamos começar. Vamos fazer ligações nas rodovias, restabelecer o abastecimento de água, limpar as cidades. Antes mesmo dessa medida mandamos uma solicitação de recurso de R$ 6 milhões para o governo federal, mas a MP veio em boa hora, desburocratiza.

Reconstrução

Essa reconstrução que queremos fazer, boa parte dela será em 2014. Talvez alguma ponte mais complexa que não dê para fazer em um ano, mas boa parte terá que ser feita em 2014. Se não tomar cuidado, o ano eleitoral atrapalha, mas é por isso que tenho colocado essa questão eleitoral só lá para frente.Reunião

Minha equipe já fez uma reunião para tratar da reconstrução. Amanhã (hoje) terei uma reunião com o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social do Estado para mostrar o que estamos fazendo. E também vou a outras cidades atingidas.