Os dez mandamentos da sogra nota mil

A sogra não está na lista das pessoas mais amadas do mundo. Afinal, ela tem fama de proteger o(a) filho(a), morrer de ciúmes e querer se intrometer na vida do casal. Mas algumas sogras andam na contramão desse estereótipo e provam que podem, sim, ser amigas dos genros e das noras.

É o caso da manicure Elisa Pereira, que há seis anos estabelece uma relação de respeito com o policial militar Vitor Roepke, 28 anos, marido de sua filha Maluma Pereira. Ela conta que os dois se dão muito bem e que não é difícil ser uma boa sogra. “O segredo é tratar o genro com carinho. Essa é uma forma de retribuir o cuidado que ele tem com a minha filha”, conta.

Vitor confirma a versão de Elisa e diz que aprova o comportamento da sogra. “Eu me sinto super à vontade na casa dela. Ela é uma boa sogra. Sabe respeitar o espaço da gente”, conta Vitor.

Esse respeito, segundo a psicóloga Adriana Müller, é fundamental para que a sogra tenha uma boa relação com os companheiros dos filhos.

“Quando eles saem de casa para construir uma vida ao lado de outra pessoa, a mãe precisa entender que é importante não interferir na forma como eles estão organizando a vida”, diz a psicóloga.

Ela conta que a principal dificuldade das sogras em ter um bom relacionamento com genro e nora ocorre porque, antes de tudo, elas são mães.

“Durante muito tempo ela criou, conviveu, acompanhou e orientou os filhos. Por isso, quando veem os filhos viverem dilemas fora de casa, têm medo de vê-los sofrer e acabam interferindo demais na relação deles com o companheiro”, explica.

Normalmente, o amor de mãe não as deixa dosar corretamente essa interferência. É aí que entra a imagem da sogra chata, que se intromete na vida do casal.

Para evitar essa problema, a psicóloga orienta as mães a controlar a ansiedade e deixar que os filhos passem sozinhos pelas dificuldades da vida de casal. Se eles precisarem de ajuda, vão pedir. E, assim, a opinião da mãe será muito bem-vinda.

Outra dica muito importante é que a sogra aprenda a criar um vínculo com a pessoa que o filho escolheu. Não precisa forçar a amizade. É só dar uma chance para a nora ou o genro mostrarem suas qualidades e, quem sabe, conquistarem também o coração da sogra.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize


Siga à risca

1 – Respeite o espaço do casal. Sogra tem fama de ser intrometida. Então, para evitar que você fique com esse rótulo, só dê opinião se você for solicitada e não faça muitas perguntas sobre assuntos pessoais ou íntimos do casal

2 – Conheça seu (sua) genro (nora).Tenha interesse em se aproximar e conhecer melhor a pessoa que está ao lado do seu filho. Faça perguntas, sem parecer intrometida demais, e convide para um almoço ou jantar em sua casa. Com a proximidade, a confiança aumenta e, quem sabe, vocês podem até se tornar bons amigos

3 – Seja natural.Não adianta tentar agradar ao genro ou à nora o tempo inteiro. Se você tentar forçar a barra, ele(a) pode achar que você é falsa, em vez de simpática

4 – Aceite convites. Se seu genro ou nora chamar você para jantar na casa dele(a) ou em um restaurante, aceite o convite. Isso vai proporcionar uma aproximação de vocês

5 – Evite constrangimentos. Não coloque seu filho em situações embaraçosas ou chame a atenção dele na frente do parceiro. Eles podem criar uma “birra” em relação a você

6 – Evite confusão. Ninguém gosta de ter uma sogra que só sabe criticar. Se você sempre entrar em confronto com seu genro ou sua nora, isso pode geral um mal-estar e eles não vão querer ficar perto de você

7 – Não ignore sua nora ou genro. Se você sempre se dirigir apenas ao seu filho na hora de tratar de assuntos importantes, vai parecer antipática. Compartilhe as informações com o casal

8 – Esqueça os preconceitos. Não importa se a namorada do seu filho já é mãe, ou se o pretendente da sua filha tem tatuagem e você não gosta. O respeito é o primeiro passo para ter uma relação saudável. Dê a eles a chance de mostrarem suas qualidades. O resto será apenas um detalhe

9 – Não interfira na educação dos netos. Sabe aquela história de que avó só estraga os netos? Pois é… nenhuma mãe ou pai gosta que alguém interfira no modo como eles educam os filhos. Então, tente expor suas ideias sem impor nada

10 – Ocupe-se. Toda mãe sente falta da presença dos filhos quando eles começam a namorar ou se casam. Para evitar o sentimento de perda e o ciúme, ocupe seu tempo com atividades que você gosta de praticar, como sair com as amigas ou dançar.