Operação entre Polícia Civil e Idaf fecha laticínio clandestino em Mantenópolis

Uma ação conjunta realizada na última terça-feira 09/10, pelos policiais da Delegacia de Polícia (DP) de Mantenópolis e por funcionários do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) interditou uma indústria de laticínios que produzia produtos impróprios para o consumo.

Na empresa, mais de cinco toneladas de queijo, tipo parmesão, e aproximadamente 700 quilos de creme de leite, todos sem inspeção sanitária e impróprios ao consumo foram apreendidos pelo Idaf e serão destruídos. O delegado da DP de Mantenópolis, Ricardo de Oliveira Barbosa, informou que irá investigar a existência de crimes contra a relação de consumo. Por isso, foi instaurado o inquérito policial, a princípio por vender ou expor à venda mercadoria cuja embalagem, tipo, especificação, peso ou composição esteja em desacordo com as prescrições legais e também por infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

Segundo o médico veterinário do Idaf, Gustavo Roque Colnago, esses estabelecimentos produzem os alimentos sem as condições higiênico-sanitárias adequadas. “O consumo de produtos fabricados nessas condições, sem os devidos cuidados na elaboração, armazenamento e distribuição, favorece a contaminação por micro-organismos, toxinas, parasitas, entre outros, oferecendo graves riscos à saúde da população”, explica.

É importante que as pessoas tenham consciência e consumam apenas produtos inspecionados. A produção de alimentos de origem animal deve contar, obrigatoriamente, com o Serviço de Inspeção Oficial. Por isso, durante a compra, os consumidores devem verificar a presença do carimbo ou selo do Serviço de Inspeção Federal (SIF), Serviço de Inspeção Estadual (SIE) ou do Serviço de Inspeção Municipal (SIM).