Não sou João Batista para ter cabeça pedida’, diz vereador Ozias Zizi

O vereador Ozias Zizi (PRB) acusou nesta quinta-feira (17) um grupo de parlamentares de articular e antecipar a saída dele da Câmara para dar lugar ao atual secretário de Serviços Urbanos de Vila Velha, Reginaldo Loureiro, que deve deixar o cargo até dezembro. Zizi, há 26 meses na Câmara, ‘vestiu a camisa’ de oposição ao prefeito Neucimar Fraga (PR).

“Eu soube de uma reunião em que oito vereadores pediram minha cabeça. Eu não sou João Batista para ter a cabeça pedida. Eu acredito que se eles realmente pediram eu os perdoo, porque a maior traição foi a que eles fizeram contra a população com a intenção de aumentar os próprios salários. Eu os avisei para não fazermos isso porque não era a hora. O vereador tem de saber que ele não é servidor público. O vereador é servo da população”, declarou.

Após críticas da sociedade, e exposição negativa na imprensa, os vereadores decidiram sepultar o aumento dos próprios salários em Vila Velha. A resolução que autorizaria o pagamento de R$ 12 mil por mês foi revogada pela Câmara no início deste mês.

Além de ser contra o aumento, Zizi sugeriu o congelamento dos salários. Na mesma ocasião, o vereador protocolou um projeto de lei para redução no número de vereadores, de 17 para 15. A medida bateu de encontro com muitos parlamentares que queriam ver esse número passar para 21. Recentemente, em meados de setembro, Zizi também votou contra um projeto elaborado pelo Executivo a respeito do novo Plano Diretor Municipal (PDM).

“No meu mandato de suplente, ou não, o patrão é o povo. Eu não voto projeto contra o povo porque não estou aqui para satisfazer poderosos”, disparou.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

O outro lado

O secretário Reginaldo Loureiro disse, por telefone,  que reassumirá o cargo no Legislativo, mas que isso não ocorrerá antes da conclusão e inauguração do novo paisagismo e iluminação da orla de Vila Velha, além de outras obras consideradas importantes para a prefeitura.

“Esse movimento de retorno à Câmara é natural. Há pouco tempo o vereador Andinho, por exemplo, que era secretário de Ação Social, reassumiu o cargo dele. O movimento político já começou. Vamos partir para uma reeleição. Nossas bases estão sendo procuradas por outros candidatos, e entendo que o momento é de voltar à Câmara e refazer esse contato com nossas bases. Esse é o motivo de minha saída. Acho que já dei minha parcela de contribuição à cidade como secretário”, afirmou.

Reginaldo Loureiro diz ainda que já conversou, em caráter informal, com o prefeito Neucimar Fraga a respeito do retorno ao Legislativo Municipal. O secretário não acredita em uma articulação política envolvendo Neucimar e vereadores no sentido de afastar Zizi das atividades legislativas.

“Estou muito ausente de qualquer discussão entre vereadores. Não sei se existe alguma divergência entre o vereador citado por vocês e os demais. Nem quero entrar nesse mérito. Sempre defendo que colegas vereadores precisam se entender. Eu defendo o diálogo. Qualquer coisa relacionada a essa história toda (articulação) eu desconheço”, frisou.

Neucimar

Por meio da assessoria de comunicação, o prefeito de Vila Velha informou que prefere não fazer comentários a respeito da acusação do vereador Zizi. De acordo com Neucimar Fraga, Reginaldo Loureiro é livre para tomar a decisão que quiser, de permanecer na prefeitura ou retornar à Câmara. O prefeito afirmou, categoricamente, que não existe articulação alguma entre ele e vereadores para afastar Ozias Zizi do Legislativo Municipal.