Ministério Publico Estadual quer barrar candidaturas a prefeito no Norte e Noroeste do Estado

Agitação política nos Cartórios Eleitorais do Espírito Santo com uma série de ações do Ministério Público Eleitoral (MPE) pedindo impugnação de candidaturas em sete municípios do Noroeste capixaba. Em Pancas, a Promotoria de Justiça requereu a impugnação do registro de dois dos oito candidatos a prefeito do município, alegando prestação de contas rejeitadas ou irregulares. O MPE pede a Justiça que casse o registro de Agmair Araújo (PRP) e Walace Santos Alcure (PSD). No município de Alto Rio Novo estão na mira da Justiça Eleitoral os candidatos Aldo Soares de Oliveira (PSDB), o Didi e Edson Soares Benfica (PSD), o Edinho Benfica.

Os candidatos têm prazo de sete dias para contestação e defesa. Em Colatina, apenas o vereador Hélio Dutra Leal (PDT) tem seu registro ameaçado por ação eleitoral. O ex-prefeito de Mantenópolis Eduardo Carneiro (PT) afastado do cargo pelo Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES) teve seu registro de candidatura contestado pela Promotoria Eleitoral. Carneiro tenta voltar ao cargo numa aliança entre o PT, PSDC e PC do B. Eduardo Carneiro caso continua na disputa terá como adversário seu vice Maurício Alves dos Santos (PSB), o Maurício da Farmácia atual prefeito de Mantenópolis.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

Em Barra de São Francisco, um racha no PSB embaralhou a condução do processo eleitoral. Segundo informações do Cartório Eleitoral duas coligações encabeçadas por políticos tradicionais da região travam uma queda de braço que resultou no pedido mútuo de impugnação das alianças eleitorais, uma vez que o PSB aparece registrado nas chapas de Enivaldo dos Anjos (PSD) e Luciano Pereira (DEM). Já em Vila Valério, o MPE pediu a impugnação do ex-prefeito Luizmar Mielk (PT), o Maca segundo o Cartório Eleitoral o motivo estaria relacionado à prestação de contas. Outro candidato de Vila Valério que está na pendura eleitoral é David Mozdzem Pires (PSB).

A Justiça Eleitoral tem até o dia 8 de agosto para julgar as ações de impugnação de candidaturas em desacordo com a Lei Eleitoral ou da Ficha Limpa. O médico Luiz Pereira (PP) segundo o Cartório Eleitoral enfrenta um pedido de impugnação de candidatura do MPE. Segundo informações dos servidores do eleitoral de São Gabriel existem notícias de inelegibilidade de outros dois candidatos a prefeito Nodir Colombo (PC do B) e Henrique Vargas (PRP) feitos por eleitores da Comarca.