“Minha filha não deixaria de ligar”

Dora Ribeiro, mãe da universitária Izadora Ribeiro, está angustiada com o desaparecimento de sua filha e dos quatro amigos. Em busca de respostas, Dora chega a questionar o comportamento do namorado de sua filha.

Como é a sua filha? Alguma vez ela já viajou e esqueceu de ligar?

Minha filha é uma pessoa super-responsável e muito dedicada aos amigos. Não faz parte do perfil dela não ligar, esquecer de avisar e deixar a gente preocupado. Todos os amigos dela, inclusive, são muito responsáveis.

A senhora sabia que sua filha namorava?

Eu não sabia, ela não tinha me contado ainda. Pelo o que ouvi dos amigos, era uma história recente. Entretanto, eles me disseram que ele era bastante complicado e ciumento, até em relação aos amigos da universidade. Minha filha sempre se dedicou muito às relações de amizade, é uma menina muito responsável e atenciosa.

Como ficou sabendo da briga entre o casal?

Os amigos dela me contaram que ele iria viajar para Prado com ela. Fiquei sabendo até que ele e minha filha iriam vir em um carro e os amigos em outro. Mas por causa de uma briga dias antes, ela preferiu que ele não viajasse mais.

Quando soube do desaparecimento, a senhora ligou para ele?

Liguei no sábado de manhã para o Wagner para saber se ele tinha alguma informação a respeito de Izadora e dos meninos. Ele disse que não sabia de nada e que estava em Mucuri. Eu disse que também estava em Mucuri e que queria encontrá-lo. Daí, logo depois, ele desmentiu e disse que, na verdade, estava em Teixeira. Achei uma atitude muito estranha.

E, a partir desse momento, a senhora passou a desconfiar do rapaz?

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

Achei estranho porque não senti que ele estava muito preocupado. E como um namorado não vai se preocupar em uma situação como essa? Ele não se mobilizou para fazer as buscas com as famílias, não nos encontrou na cidade.

A senhora procurou a delegacia para dar queixa?

Hoje (ontem), por volta das 8h30, fui na delegacia de São Mateus para dividir minha suspeita. E o delegado simplesmente desconversou e não quis saber da minha suspeita. Senti um descaso por parte da polícia.

Após briga, namorado desistiu de viajar

O namorado de Izadora Ribeiro, Wagner Buffon, 30 anos, confirmou que iria viajar com ela para Prado (BA), mas que por uma briga, ela preferiu que ele não fosse.

“Nós dois íamos em um carro e os amigos em outro. Mas depois da briga, ela disse que não queria que eu conhecesse os pais dela, queria um tempo sozinha e que depois que voltasse conversaríamos. Ajoelhei para ela não viajar, mas ela quis ir com os amigos mesmo assim. Se eu tivesse ido, ela não teria desaparecido, estaria em segurança”.

Segundo Wagner, a última vez que encontrou Izadora foi na sexta-feira, antes dela viajar, por volta de 13h30, para deixar um presente para sua sogra, Dora Ribeiro. Ele também teria conversado com a estudante pelo Facebook, às 18h.

Wagner explicou que optou por não se juntar aos familiares dos estudantes desaparecidos para auxiliar nas buscas por não existirem pistas concretas a respeito do caso. “Não vejo sentido em pegar um carro e sair procurando sem ter pistas. Mas já tentei ligar várias vezes, mandei mensagens e entro em contato com um dos amigos que está com a família de Izadora”.

Wagner e Izadora começaram a namorar oficialmente em 13 de abril, mas eles se conheceram no carnaval deste ano, em Itaúnas. “Amo muito Izadora. Preciso dela de volta”. O rapaz afirmou, ainda, que irá se apresentar à polícia para prestar esclarecimentos.