Mantenópolis/USA – Alana Rosa, ex moradora de Mantenópolis ES, brilha nos palcos dos Estados Unidos. (Edição Especial)

abertura

DE MANTENÓPOLIS PARA O MUNDO.

Estando  entre as cinco finalistas  na categoria ATRIZ , a ganhadora do prêmio no maior evento internacional da cultura brasileira,  o Brazilian International  Press  Award, Alana Rosa representou o Brasil na categoria de Atriz, figurada como a predileta entre os 380.000 votantes, não se esquecendo ela de enfatizar, face à sua humildade e respeito às suas origens, de engrandecer e dividir esta premiação tão significante no segmento artístico, com os cidadãos mantenopolitanos, cidade onde cresceu e deu seus primeiros passos nesta profissão tão complexa que é a arte cênica, que exige do artista conhecimentos profundos da alma humana, dos aspectos psicológicos e culturais que abrangem sentimentos adversos de prazer e dor, e requer muita sabedoria, senso antropológico e humano, sensibilidade, inteligência, perspicácia e outros atributos que determinam o puro e genuíno talento.

 

Esta proeza, de alguém que deixou sua cidade (Mantenópolis ES), distanciando-se de sua rotina pacata, de seus amigos e familiares para alçar voo para terras distantes, com o seu espírito incansável de conquistar a glória, fez de Alana Rosa uma pessoa notável e digna de admiração, face à sua resistência e obstinação com que empreendeu seus imensos reforços, e acreditando nos seus sonhos, pôde tê-los realizados como merecido mérito, diante de tantas dificuldades pelas que passam qualquer artista em qualquer segmento, enfrentando muitas vezes o preconceito, o prediletismo e o elitismo focalizados das grandes redes de mídias tais como as das  tvs, jornais e revistas. Representar o Brasil, um país emergente que depois de tantos anos de ostracismo imposto pela linha preconceituosa que sustenta a hegemonia dos países de primeiro mundo, vem se destacando e já é visto sob outro ângulo, deve-se ao fato de existir  talento tal como o da Atriz já consagrada Alana Rosa e outras, que entre mais de 200 milhões de brasileiros, se destaca e ajuda a elevar e impor o respeito merecido de nossa cultura própria e inconfundível, hoje felizmente respeitada nas maiores nações do planeta. O mundo inteiro importa conteúdos culturais do Brasil, principalmente as novelas, que são reconhecidamente as melhores edições do segmento, tanto nos aspectos figurativo, quanto de conteúdo, desenvolvimento, realismo e habilidades cênicas incomparáveis e inimitáveis.

Êxitos.

aqui os vencedores imagem

O Brazilian International Press Awards, uma realização da Fundação Focus Brasil, é apresentado pela TAM Airlines Group, com patrocínio da TV Globo Internacional, Banco do Brasil Americas, Consulado Geral do Brasil em Miami / Ministério das Relações Exteriores, Broward Center for the Performing Arts / South Florida Points of Culture / Ministério da Cultura. O evento tem parcerias com a American Organization of Tecahers of Portuguese e com a Associação Brasileira de Imprensa Internacional.

 

 

 

entrevista tv

Depois de dois meses de votação popular (mais de 380 mil votos) e três semanas de deliberações do Colégio Eleitoral (188 integrantes), a Fundação Focus Brasil reuniu – da mídia brasileira e integrantes dos Boards de Premiação na noite de 17 de março. no Café Vico, em Fort Lauderdale, para anunciar os ganhadores dos Prêmios de Arte, Cultura & Comunidade, além dos Prêmios Especiais do Board. Mais do que nunca a abrangência nacional do Press Awards ficou evidente, com premiações dos estados de Massachusetts, New York, New Jersey, Georgia, Flórida, Texas e Illinois. O evento foi transmitido ao vivo pela Motion TV, através do site pressaward.com. Foi a primeira vez que o anúncio dos vencedores foi transmitido pela internet. Em 2014 a cerimônia de premiação de Arte & Cultura foi transmitida ao vivo com mais de 27.000 pessoas acompanhando. Arte, Cultura & Comunidade A parte final do evento no Café Vico foi dedicada aos tradicionais prêmios de Arte, Cultura e Comunidade, com a jornalista e produtora Maria Fulfaro como mestre de cerimônias e cabendo a representantes das diversas mídias presentes, anunciar os vencedores em cada categoria, após Fulfaro enumerar os cinco indicados em cada uma delas. E não faltaram surpresas, com favoritos sendo desbancados por novos nomes, como também, refletindo o alcance do evento em todo o território norte-americano.

BF

Confira abaixo a lista dos ganhadores do prêmio PRESS AWARD, segundo cada categoria.

lista classificados foto

h

18 anos celebrados em alto estilo e alto astral!
A décima oitava edição do Brazilian International Press Awards teve como ponto culminante a cerimônia/show de premiação de Arte & Cultura, a dia 9 de maio no Broward Center for the Performing Arts.

Algumas das celebridades brasileiras envolvidas no evento.

Tendo como destaques as premiações à cantora Daniela Mercury e ao ator Tony Ramos, o evento foi apresentado pela jornalista Mila Burns, da TV Globo Internacional, e mais uma vez celebrou arte, cultura e imagem positiva do Brasil no exterior.
Nas duas noites anteriores foram realizadas as premiações do Business Press Awards, que estreou o reconhecimento do evento à importante área de negócios brasileiros na Flórida. O evento foi apresentado por Maria do Carmo Fulfaro e Carlos Borges.
Também foram premiados os destaques na Promoção e Incentivo à Língua Portuguesa, eme evento realizado em parceria com a AOTP (American Organization of teachers of Portuguese) e os Destaques da Mídia Brasileira, em evento realizado em parceria com a ABI-Inter (Associação Brasileira de Imprensa Internacional).

globais c

globais aglobais b

globais d

 

 

 

 

O Brazilian International Press Awards, uma realização da Fundação Focus Brasil, é apresentado pela TAM Airlines Group, com patrocínio da TV Globo Internacional, Banco do Brasil Americas, Consulado Geral do Brasil em Miami / Ministério das Relações Exteriores, Broward Center for the Performing Arts / South Florida Points of Culture / Ministério da Cultura. O evento tem parcerias com a American Organization of Tecahers of Portuguese e com a Associação Brasileira de Imprensa Internacional.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

Alana Rosa e suas origens.

Em entrevista ao sitemantenopolis, a atriz Alana Rosa nos deu uma breve descrição de seus dados biográficos e de sua rotina de trabalho:

Nasci em Rio Preto-Àgua doce do Norte-ES. Meu nome é Alana Rosa Batista. Nasci em uma família simples, sou filha do  querido e já falecido pai Jacy Batista de Oliveira, e minha mãe se chama Geralda Furtado de Oliveira. Eu cheguei em Mantenópolis em 1990, vindo de Belo Horizonte MG para me casar. Tive o imenso privilégio de educar meus três filhos (Alan,Carllan,Israelander) nesta cidade acolhedora. Naquela época podíamos dormir com as janelas abertas e as portas encostadas, era uma paz viver em Mantenópolis. Eu sempre dizia aos meus amigos de fora que eu morava em um “pedacinho do paraíso”. Bons tempos aqueles. O progresso traz melhor qualidade de vida, mas também traz consigo o preço, que é o aumento também de episódios de violência mais frequentes devido à maior competitividade social, e as infra estruturas sociais nem sempre acompanham o desenvolvimento urbano.

teatro alana

 

Desde  muito cedo começei a desenvolver habilidades para recitar poesias, escrever histórias, contá-las, memorizar textos e interpretá-los artísticamente. Toda minha formação em teatro é tecnicamente pessoal. Me tornei uma pesquisadora auto didata de técnicas teatrais através de minhas andanças pelo Brasil e pelo mundo afora. Fiz cursos intensivos, work shop e residencias artísticas com vários nomes do teatro contemporâneo no Brasil e no exterior. Me apaixonei pelas linguagens teatrais do Teatro-Poesia, Teatro Experimental, Teatro Físico e a dança BUTOH.

 

Em Mantenópolis tive a oportunidade de trabalhar por três anos na Escola Estadual Job Pimentel, como professora de arte, tendo o teatro como linguagem de trabalho. Agradecimento especial à Elizete de Paula, então diretora da escola na época, que postou confiança e respeito ao meu trabalho, me incentivando e sendo uma das responsáveis por me projetarem a seguir na realização dos meus desideratos.

praça
Praça D. Luiz – Mantenópolis-ES/Brasil.

O envolvimento social.

Fui a primeira Diretora de cultura da cidade de Mantenópolis, onde atuei por oito anos, colaborando com a discussão sobre a cultura e sua real importância para o desenvolvimento humano da sociedade, apoiada pelo então Secretário de Educação, o sr Denilson Paizante, fundamos o Grupo ZABUMBA de TEATRO, e depois o Grupo ZASTRAS

zastras foto

Promovemos, com recursos próprios e sem orçamento público destinado à cultura, seis mostras de Arte (Teatro, artesanato, dança e música de qualidade e conteúdo cultural).      Foi um tempo de plantar arte e cultura no meio do povo, umas das melhores experiências da minha vida. Sou grata a Mantenópolis por esta oportunidade que me foi dada, de plantar beleza através da arte e da cultura, e por ter sido a porta por onde eu entrei para alcançar o reconhecimento traduzido no troféu conquistado com dignidade e trabalho sério e dedicado.

 

Desde criança fui fascinada pelo que havia do outro lado do mundo. Morei em Londres em 2000, e depois em 2006  a trabalho e estudo. E como um ser inquieto, viajei por alguns países da Europa, América Latina, até vir para em Nova York-USA em 2009, onde eu conciliei minhas bases vocacionais, montando o meu primeiro espetáculo solo: “MEU VAZIO É O MOVIMENTO“, em uma residência artística que fiz em parceria com o BEA-Brazilian Endowment for the Art, que atua como órgão promotor de arte brasileira em Nova York, e fui dirigida por Debora Balardini, Diretora e atriz brasileira naturalizada americana. Voltei para o Brasil e participei de alguns festivais, apresentei o espetáculo em algumas cidades do interior dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo, para públicos que não tem acessibilidade ao teatro, e foi outra experiência linda que levarei por toda a vida. Retornei para Nova York no início de 2014 e vivo aqui estudando e treinando Dança Butoh com Vangeline Theater , e fazendo performances teatrais em espaços off Broadway, tais como Living Theater, Galerias de Arte, Espaços Culturais e Instituições Brasileiras.

no consulado
Performance “Espírito das Américas” – Consulado Geral do Brasil – NY-USA. (Clique na foto para acessar o vídeo).

Sou professora de teatro para crianças filhos de brasileiros com americanos, em um projeto de valorização da língua portuguesa na BEA-240east da 52 street. Trabalho em parceria com a Galeria de Arte Saphira & Ventura,  na 4w da 43 street-NYC. Também trabalho com um artista plástico e produtor de renome internacional, o talentosíssimo Antonio Oliveira Filho, em um projeto chamado Beyond Fashion. Através deste projeto, fui indicada e premiada como atriz 2015 pelo Brazilian Press Award. Apresentei uma performance de poesias realizada em uma exposição chamada “O espírito das américas“, produzido por Antonio Oliveira, no espa;o de cultura do Consulado Geral do Brasil.  

Levo uma vida simples, dedicada a pesquisar teatro, arte e cultura. Sou extremamente contaminada pelo teatro e não vejo a minha vida sem ele. Fazer teatro pra mim é “Extrair a humanidade que há em mim e experimentar a humanidade que há no outro“. Sempre defendi a ideia de que todos deveríamos ter a experiência de fazer teatro, não como profissão, pois a sua rentabilidade não consiste propriamente no aspecto financeiro, mas moral, intelectual e humano. A técnica e o treinamento para teatro é algo realmente transformador e humanizador. Em um mundo totalmente em desacertos, é urgente buscarmos alternativas na arte, na vida criativa, para sobrevivermos com entusiasmo em contrapartida ao caos em que aos poucos mergulha a humanidade.

 

Reportagem de José Filho para o sitemantenópolis. (copyright livre, desde que mencionado o link da edição original).

 

Galeria de fotos.      


Assista ao vídeo