Mantenópolis: Vereadores aprovam, de forma silenciosa, em primeira votação, Projeto de Lei, que aumenta salários dos vereadores para a próxima legislatura.

Tramitou em silêncio na Câmara Municipal de Mantenópolis e votado e aprovado, também em silencio em primeira votação , na reunião ordinária, da ultima segunda-feira, dia 20, Projeto de Lei do legislativo, que aumenta o salário dos vereadores em 30 %  e do chefe do executivo em 20%.  A votação, passou despercebida, uma vez, que foi dispensada a leitura da ordem do dia, “será que foi articulado?” . Na hora da votação, falou-se apenas em projeto de lei do legislativo de Nº 026/2012, por isso, a assistência e até mesmo a Imprensa, que lá estavam presentes,  não perceberam. Agora, o projeto, vai para a segunda votação e ser for aprovado, na próxima reunião, prevista para o dia 05 de setembro, isso se não for convocada uma extra, os vereadores que ganham atualmente 3.700  passarão a receber 4.810 o presidente da Câmara que ganha atualmente 4.700 passara para 6.012,70 Reais, o prefeito que ganha atualmente 10 mil passara para 12 mil Reais e o vice que ganha atualmente 5 mil , passara para  6 mil Reais, a parti de  2013, para os próximos quatro anos.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

Alem disso, na pagina do facebook  na internet, que tem como titulo Câmara Municipal de Mantenópolis e que mantida e administrada pela Câmara, costa as pautas das ultimas seções da câmara, e a do ultimo dia 20 deste mês, publicado naquela mesma data, curiosamente o projeto de Nº 026/2012 não consta publicado na pagina em questão.

Será que o executivo e população, vão achar oportuno, esse aumento ?, já que as previsões não são tão positivas para os municípios, no próximo mandato, por causa do fim do Fundap e as perdas dos Royttyes, do petróleo, pelo o Estado do Espírito Santo, que ocasionou uma queda acentuada na receita e por conta disso, não poderá repassar aos municípios o que outrora, repassava.

Há de se ressaltar que a Câmara está atendendo a legalidade da indicação do projeto dentro do prazo. Porém, há de se ressaltar a moralidade desse aumento.
O Projeto entrará em 2º discussão e votação na próxima sessão.
Em outros municípios, a mobilização popular impediu o aumento. Em algumas Cidades a Câmara Municipal aprovou o aumento e o Prefeito Municipal vetou esse aumento. Tudo isso graças à mobilização da imprensa e dos movimentos populares.

Vale lembrar que o reajuste proposto pelos vereadores não é ilegal. Mas será que é moral? Cabe ao eleitor opinar sobre o assunto.