Mantenópolis – Tráfico também sob a repressão das denúncias anônimas.

fumando
Imagem figurativa

No dia 06/06/2015, através do 190, recebeu a denúncia de que um indivíduo por nome de Ademir, mais conhecido pelo apelido de “GORDINHO”, estaria
comercializando entorpecentes proibidos e de forma ilegal nas imediações do município.

A polícia prontamente, em possa das informações do local exato indicado pelo denunciante, se dirigiu ao local, e na aproximação de onde acontecia a atividade criminosa, foram avistados pelo acusado Ademir,que se antecipou em ocultar os pertences ilícitos debaixo de um gramado sintético. A polícia ao se aproximar e abordá-lo, questionaram-no sobre a atitude suspeita e empreenderam na busca do que havia sido supostamente escondido com a óbvia finalidade de se livrar de flagrante criminoso. Após minuciosa averiguação, foi confirmado o que se esperava encontrar, no êxito de localizar certa quantia de entorpecente com características de crack, e certa
quantia de dinheiro em espécie, dos quais não souberam ou se omitiram em informar a procedência.

morte-trafico-cropada
Indice de mortalidade mais relevantes

Ademir, que completara 18 anos no ultimo dia 16/01/2015, R. G. d. O. A. ,18 anos no dia 29/06/2015 e o menor inocente R.G.O A. que não tem noção de seus atos, segundo as leis, é menor de 18 aninhos, alcançando a maioridade  apenas no dia 31/12/2017, a partir de quando então passará a ser imputável e responsabilizado pelos seus atos.. o ADOLESCENTE R.G.O.A, nascido em 29/09/99, bem como os outros dois meliantes,  foram conduzidos até à sede da autoridade competente, sendo previamente algemados para não incorressem em tentativa de fuga ou mesmo agressão aos policiais que o abordavam.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

A denúncia anônima, ou seja, aquela que a identidade do denunciante é preservada no ato da delação, proteção esta garantida por lei, Tem sido uma das maiores armas para a elucidação e prevenção de crimes e acidentes de várias categorias, abrangendo os de violência doméstica, ocorrência de trânsito, e outros casos de furtos, latrocÍnio, recorrentes ou não, abuso ou aliciamento de menores, crimes de extorsão, assédio moral ou sexual, corrupção ou abuso de autoridade,etc. A polícia dá total ênfase no atendimento às denúncias, cujos elementos declarados pelos denunciantes propiciam a articulação de flagrantes e desarticulação ou repressão às conspirações criminosas. O hábito de denunciar, mesmo diante de crimes aparentemente irrelevantes, devem se tornar uma rotina, pois o cidadão não pode apenas ficar na posição de cobrar o empenho das autoridades de segurança, mas permanecer omissa em sua condição de cidadão responsável.

gif

 

Enquanto os traficantes de um lado mantêm os viciados em sua freguesia e domínio, a sociedade tem que arcar com as despesas para mantê-los atrás das grades, ou sofrer as consequência dos distúrbios sociais por eles causados.

 

Reportagem de José Filho e Ronny Péterson para o sitemantenopolis – Notícias regionais e locais.