MANTENÓPOLIS: TIROS, UM BALEADO e BALA PERDIDA.


Na noite da ultima segunda-feira, 25/05/2015, por volta das 21:10hs, a polícia militar de Mantenópolis no ES, recebeu uma ligação de que um homem havia sido baleado, e estaria no chão agonizando.

DSC02715
Buraco da bala visto de dentro pra fora.

 

* Você pode OUVIR esta notícia, clicando no player no final do texto.

O fato ocorreu nas imediações do popularmente conhecido como “morro do pé-sujo”, na rua Projetada, do bairro Bela Vista. A vítima, identificada como sendo o sr. Fabiano Martins dos Santos, cujo pai, vulgarmente conhecido como “galo”, ainda agonizante, relata que teria sido alvejado por disparo de arma de fôgo em posse de um elemento pouco conhecido na comunidade, mas que já é alvo de investigação.

 

A polícia prontamente se dirigiu ao local, e acessando a casa de uma cidadã identificada como sendo sua cunhada, esposa de seu irmão, onde Fabiano teria se escondido ainda baleado, a fim de proteger-se, o encontrou de bruços em situação agonizante, com uma perfuração na região do tórax, e com muita perda de sangue. Apesar de não ser de responsabilidade da polícia, mas sim de uma ambulância hospitalar adequadamente preparada para prestar os primeiros socorros, a remoção e encaminhamento do sr. Fabiano foi feita pela própria viatura, sendo que a polícia teoricamente teria apenas a responsabilidade de atender às ocorrências, mas que se vê obrigada também a prestar socorro hospitalar, já que o município de Mantenópolis não conta com nenhum apoio logístico de emergência para atender seus cidadãos.

DSC02707
Marca na parede, onde o projétil se chocou após atravessar a janela.

Consta que a vítima tem antecedentes criminais, mas que já havia sido posta em liberdade há poucos dias, segundo alvará de soltura em seu poder. Após os procedimentos de emergência do Posto de Atendimento de Mantenópolis, o médico do plantão que o atendeu, recomendou o encaminhamento em caráter emergencial para o Hospital Dra. Rita de Cássia, em Barra de São Francisco, no ES. Onde há meios mais adequados para atender a casos de maior gravidade que requeiram acesso a melhores infraestruturas de atendimento.

DSC02712
Projétil, após se chocar contra a parede e ter caído no chão.

Populares alegam que o crime teria sido motivado por disputa territorial de ponto de tráfico de drogas do bairro Bela Vista, circunstâncias estas ainda não confirmadas pela polícia, mas que já deu ênfase à linha de investigação. O suposto atirador, suspeito apontado pela própria vítima e testemunhas, ainda não foi capturado.

DSC02713

A ocorrência mais grave desta questão se deve ao fato de que, a tragédia poderia ter ainda sido maior, pois exatamente no mesmo horário, a casa de uma família muito conhecida em Mantenópolis teve a janela de vidro do quarto perfurada por um projétil que se supõe ter vindo da arma envolvida neste crime. O projétil, medindo exatos 9mm, foi contido ao bater na parede do quarto, onde ficou a marca do impacto. O morador alega que há neste quarto uma senhora idosa e convalescente, que teria o hábito de ficar na janela olhando o movimento na rua, e que poderia ter sido ela, ou outro morador da casa, totalmente inocentes e alheios ao fato, alvejados fatalmente.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

projetil perto
Até o momento desta reportagem, tivemos notícias de que a vítima continua internada, mas não há relatos precisos de sua situação ou condição clínica. Segundo comentários de populares, este foi o primeiro caso em Mantenópolis que um projétil, na condição de  “bala perdida” adentra uma residência, colocando seus moradores em condições de alto risco, e mais uma vez fazendo esta comunidade perder seu status de tranquila e pacífica, ou “cidade da paz”.

Com o advento das próximas olimpíadas a serem sediadas no Brasil, muitos ganham, e muitos perdem com isto. A prioridade dos governos federais e estaduais é a de reprimir e desarticular a movimentação do tráfico de drogas nas capitais, onde estão tradicionamente mais concentrados, e que são vetores para uma série de outros crimes de igual gravidade, desestruturando seus pilares de sustentação com a prisão de líderes do crime e seus comparsas. É desta forma que as cidades do interior perdem na questão de sua tranquilidade típica de cidades de pequeno porte, servindo como refúgio das facções criminosas, que vão perdendo seus espaços nas grandes metrópoles pela pressão da polícia ou mesmo de facções rivais. E nestas cidades acabam rearticulando novas formas de ganhar a vida por meios criminosos, e atentando em consequência,contra a vida dos cidadãos destas comunidades.

Reportagem de José Filho e Ronny Peterson para o sitemantenpolis – A notícia assim como ela acontece.

 Clique na imagem para redimensionar.

 

DSC02706
Ponto exato da fachada da casa, na rua Juvenil Alves de Oliveira, onde o projétil atingiu a janela.
DSC02708
Ponto exato visto de dentro do quarto por onde o projétil adentrou o recinto.
DSC02709
Localização exata onde o projétil se chocou antes de cair no chão.
DSC02717
Ponto que provavelmente teria partido o tiro que atingiu a janela.
bala parede
Ponto do impacto do projétil.
DSC02716
Visão de dentro pra fora, a partir do ponto onde o projétil cessou seu curso com o impacto na parede.