Mantenópolis. Domingo com boas notícias.

charge

Na manhã de sábado, dia 30/05/2015, após ter sido internado às pressas, no dia 25/05/2015, no hospital Dra Rita de Cássia, em Barra de São Francisco ES, o cidadão Fabiano Martins dos santos, vítima de um atentado com arma de fogo em Mantenópolis ES, recebeu alta. (Clique AQUI para ler a notícia anterior)

Você pode OUVIR esta reportagem no player no final da reportagem.

Após seis dias internado, foi submetido à cirurgia obviamente para reparar os danos causados pelo projétil, que lhe atravessou o tórax, mas felizmente não atingindo órgãos vitais. Fabiano se recuperou rapidamente, pois além da sorte de sobreviver, pôde contar com o hábil e dedicado trabalho dos médicos e enfermeiros deste hospital, referência no norte do estado do ES.  Fomos informados que o projétil  não ficou alojada no corpo, pelo fato de tê-lo atravessado, e seguindo adiante, sendo tipificada assim como uma bala perdida, que acabou atingindo o quarto de uma residência através do vidro da janela, perfurando a cortina e batendo na parede. Cogita-se que o projétil percorreu um espaço de pelo menos trezentos metros durante o trajeto a esmo.

Obtivemos informações preliminares do hospital, pois maiores detalhes que poderíamos ter tido do próprio Fabiano na ocasião da saída da entidade não foi possível. Os familiares dele em Mantenópolis ES, alguns ainda permanecem no município,  mas cogitam a possibilidade de se mudar para outra cidade, temendo represálias, segundo informações de populares que conhecem a família de Fabiano, e são moradores da mesma rua, no bairro Bela Vista.

DSC02726

Trajeto percorrido por um dos projéteis.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

A casa em que ele adentrou para se proteger foi provavelmente o abrigo determinante para que ele não pudesse ter sido alvejado em série de pelo menos mais dois disparos em sequência, segundo informações não confirmadas, o que diminuiria as suas chances quase remotas de sobrevivência. Há informações não confirmadas também de que Fabiano seguiu direto para Vitória, e que não voltará mais para Mantenópolis, pois sabe-se que o acusado da autoria dos disparos ainda não foi identificado pela polícia, cuja investigação prossegue sob sigilo absoluto, constando porém que há um suspeito apontado pela própria vítima no momento do crime, bem como por outras pessoas, testemunhas oculares do fato.

As ocorrência em áreas conhecidamente turbulentas tanto social como criminalmente em Mantenópolis, demandam maior diligenciamento da polícia local, dos pontos críticos facilmente identificáveis,  visando o desarmamento e o monitoramento mais acirrado das atividades criminosas que envolvem principalmente o tráfico de drogas, tornando estas áreas desfavoráveis e inóspitas também para presidiários em rota de fuga, ou foragidos da justiça. Espera-se que a prefeitura, em sincronia com os órgãos sociais façam levantamento do perfil populacional destas áreas especificas, favorecendo inclusive à famílias que queiram se mudar para outra cidade para procurar melhores meios ou opções de trabalho, salientando que Mantenópolis tem um campo restrito de emprego, situação típica de pequenas cidades do interior,  e os empregos sazonais, tais como a colheita do café, manga, etc, principal atividade agrícola que incrementa o comércio na cidade, não garantem renda durante todo o ano, mas que abrem oportunidades para que muitos cidadãos ou cidadãs possam trabalhar, viver honestamente e com pelo menos o mínimo de dignidade, que constitucionalmente, e teoricamente, é um direito de todos, mas privilégio de poucos.

A participação das comunidades, aqui incluídos os distritos mantenopolitanos de São José, São Geraldo e Santa Luzia, denunciando anonimamente é fundamental, denunciando quando se depararem com pessoas em atitudes suspeitas ou deflagradas criminalmente, pois para que possamos cobrar mais segurança, devemos também nos cobrar na questão da participação em função do bem estar de todos.

 

Reportagem de José Filho e Ronny Peterson para o sitemantenopolis – Informações locais e regionais.

 

Clique para imprimir o cartão de emergência. Preencha-o, plastifique-o  e carregue-o sempre, no porta-luvas do carro, na mala, na mochila, na bolsa, ao lado da base do telefone fixo, na geladeira, na carteira de documentos.