Mantenópolis entra para a linha de produção do ouro vegetal, o tomate.

DSC02634Investidores de Santa Teresa ES, elegeram o alto são josé, região de Mantenópolis ES para o cultivo em larga escala de tomates para fins industriais e comerciais.

Situada às margens da rodovia ES-164 Km 29 (Rodovia Gumercindo Moura Nunes), a área em questão, destinada  ao cultivo de tomates da variedade BARÃO, abrange uma área de cerca de mais de 30 alqueires sob arrendamento. A variedade Barão reúne as características e padrão de qualidade exigidos pelas indústrias de processamento, como sendo frutos completamente maduros, com coloração vermelho-intensa e uniforme, sem o pedúnculo e outras impurezas, livre de sintomas de pragas e doenças, danos acidentais ou  fisiológicos.

INVESTIMENTO.

segundo  nos informou o sr. Geraldo Justino da Silva, um dos proprietários e administradores do empreendimento, juntamente com o sr. Nodir Lopes, ambos que, juntamente com mais outros dois investidores, são  oriundos de Santa Teresa-ES, (cidade onde situa-se a Escola Agrotécnica Federal de Santa Teresa) iniciaram as atividades nesta região com a primeira etapa de plantio de 36.000 mil mudas, seguiu-se o processo de expansão do cultivo, com a segunda etapa de plantio de 90.000 mil mudas, na terceira etapa com 100.000 mil mudas, e atualmente, estão na quarta etapa do plantio com a projeção estimada em 150.000 mil mudas. De acordo com as informações dadas pelo sr. Geraldo  e Nodir , declararam  que investiram no cultivo do tomate em São José, distrito de Mantenópolis, por notarem nesta região um conjunto de condições ideais, tais  como a topografia, tipo do solo, disponibilidade de água, a altitude e temperatura média, disponibilidade de mão de obra, e a localização favorável para escoamento da produção, com acesso direto à ES-164. Tais condições foram  determinantes para que eles apostassem nêsse empreendimento, ressaltando que a terra preta da região do Alto São José apresenta elevada fertilidade, bom equilíbrio de nitrogênio (nitrato de cálcio),  propícia ao cultivo de espécies tanto de ciclo curtos (verduras e legumes), como também de ciclo mais perenes (laranja, cupuaçu, côco, mamão, maracujá, etc.).

DSC02658

 

A terra preta, também chamada de terra vegetal, é rica em húmus. Esse solo, chamado solo humífero, contém cerca de 10% de húmus e é bastante fértil. O húmus ajuda a reter água no solo, torna-se poroso e com boa aeração e, através do processo de decomposição dos organismos, produz os sais minerais necessários às plantas.

PRODUTIVIDADE.

De acordo com o sr. Nodir, nesta área já chegaram a colher nove toneladas em um único dia, mas que atualmente os índices de colheita estão variáveis, e  que estão trabalhando em ritmo acelerado para atingir a demanda, já que os agricultores tem contratos de fornecimento para os estados de Santa Catarina, Paraná, Vitória ,Rio de Janeiro, e distribuidores de outras regiões do país,  e já com expectativas de abranger o fluxo de abastecimento com a expansão da área de cultivo e novos contratos com outros distribuidores e indústrias.

 

DSC02650

 

TÉCNICAS DE MANEJO.

O cultivo do tomate, com o prazo  compreendido em cerca de  seis meses entre plantio e colheita, pode ocorrer durante todo o ano. Portanto, em cada ciclo de produção, a área em questão permanece durante 1 ano em período de dormência, intervalo êste fundamentalmente essencial para evitar o saturamento da capacidade produtiva e estressamento do solo, bem como interromper possíveis ciclos de pragas da cultura, tais como a Mosca-branca: Bemisia tabaci (Gennadius) biótipo B; Traça-do-tomateiro: Tuta absoluta (Meyrick); a Broca-pequena-do-fruto: Neoleucinodes elegantalis (Guennée) entre outros.

 

DEFENSIVOS.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

O tomateiro (Solanum lycopersicum L.) é uma das hortaliças mais importantes em todo o mundo, tanto com referência à produção quanto a valores comercializados mundialmente. Essa é também uma das poucas hortaliças em que doenças e artrópodes-praga são igualmente importantes. Cerca de 200 espécies já foram relatadas alimentando-se de tomateiro. Dentre essas espécies, alguns insetos e ácaros são considerados pragas-chave da cultura e ocorrem nos cultivos desde a fase de mudas até a época da colheita. Porém o sr Geraldo relata que o uso de defensivos para a manutenção da área está enquadrado nas exigências legais. Sendo que, no momento,não há incidência de pragas fora do controle.

 

DSC02653

FUNCIONÁRIOS.

O sr. Geraldo informou-nos que atualmente conta com pelo menos 80 empregados, que trabalham de segunda a sábado, distribuídos nas funções de plantio, colheita, transporte, estaqueamento, aplicação de defensivos, preparo do solo e seleção. Dentre eles, a maioria são mulheres e moradores de Mantenópolis. A empresa encarrega-se de transportá-los. Projeta-se para o próximo ano dobrar o potencial produtivo com o avanço da área cultivada, e estão otimistas com a  cotação de preço no mercado, garantindo bom retorno e possibilidade de reinvestimento com sustentabilidade, já que todo investimento até agora foi feito com recursos próprios, sem recorrerem a qualquer tipo de financiamento bancário ou comprometimento com credores do mercado agrícola.

 

golden tomateDEMANDA.

 

O Brasil não consegue produzir tomate o suficiente para suprir a demanda interna, sendo que no ano de 2014, importou mais de vinte mil toneladas de derivados do produto, segundo dados da secretaria de comércio exterior (secex).  Mas esse quadro tende a reverter com o advento de novas tecnologias de cultivo e desenvolvimento de variedades mais precoces, resistentes e produtivas.

 

 

BENEFÍCIOS DO TOMATE PARA A SAÚDE.

Além de vasto uso na culinária de praticamente todo o mundo, o tomate também é utilizado na indústria farmacêutica, principalmente para a extração da substância chamada licopeno, que tem comprovado efeito profilático e preventivo contra o câncer, quando consumidos maduros. (extratos de tomate tem maior concentração de licopeno). Um tomate ingerido diariamente, pode prevenir o câncer de próstata, segundo especialistas.

bruxas caldeiraoCURIOSIDADES. Você sabia?

O tomate, apesar de ser considerado um legume, na verdade é classificado e catalogado como sendo uma fruta, e está no topo como sendo um dos vegetais mais consumidos em todo o mundo, e embora não pareça, ele faz parte da família da batata, pimenta, berinjela e pimentão.

Na antiga Europa o tomate era considerado veneno, e apenas utilizado em feitiçarias e mandrágoras, devido à sua tonalidade vermelha semelhante ao sangue,  sendo também  utilizado  como planta ornamental, passando a ser consumido no início do século IV. Presume-se que sua origem deriva do antigo império Inca.

A Califórnia, nos Estados Unidos está no topo da produção de tomates no mundo, respondendo por 1/3 da produção mundial, com o montante de 11 milhões de toneladas/ano, seguida pela Itália e China respectivamente.

Nos Estados Unidos, o tomate foi temido até o ano de 1830, até que um homem chamado Robert Johnson teria subido as escadarias da prefeitura de Salem em New Jersey e comido um tomate inteiro, para espanto total da platéia que assistia ao macabro ritual de “suicídio”. O povo permaneceu ali, parado por vários minutos esperando que Johnson morresse com o veneno do tomate, mas como isso não aconteceu, as pessoas perceberam que o tomate era um fruto totalmente sem risco e dali em diante o tomate começou a se popularizar nos Estados Unidos.

Quando os tomates chegaram no Velho mundo, ainda não se sabia o que fazer com eles, uma vez que eram muito ácidos para comer como fruta. Foi aí que um chef da corte espanhola chamado Antonio Latine resolveu usar o fruto misturando tomates, cebolas e óleo de oliva para criar um molho. Estava criado o primeiro molho de tomate e daí em diante a popularização do fruto cresceu exponencialmente.

Reportagem de José Filho e Ronny Peterson para o sitemantenopolis – A notícia em função da comunidade mantenopolitana.