Mantenópolis: Alunos da Escola Eliezer Eduardo Ribeiro voltam às aulas na próxima segunda-feira

Os alunos da Escola Eliezer Eduardo Ribeiro voltam às aulas na próxima segunda-feira, dia 19 de Setembro. O local definido foi a Igreja Assembléia de Deus – Sede em Mantenópolis. Após a escola ser interditada pela Defesa Civil por apresentar irregularidade na sua estrutura, a escola fora evacuada na semana passada depois de alguns tremores em uma das salas do prédio, até a avaliação da Defesa Civil que foi acionada pelo coordenador da defesa civil do município. Segundo alguns pais de alunos, a Defesa Civil só foi acionada porque alguns Pais  de alunos preocupados com a situação não estavam levando seus filhos a escola. Na ultima terça-feira a Defesa Civil esteve em Mantenópolis e visitou o prédio da escola onde foram constatadas irregularidades em duas salas. Diante disso a Defesa Civil aconselhou que a escola continuasse evacuada e sugeriu que a prefeitura contratasse uma empresa especializada para fazer uma avaliação mais minuciosa afim de que se identifique as reais necessidades de reparos que a estrutura necessita.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

A vereadora Elza Kerr, presidente do Conselho das Escolas que esteve com a Defesa Civil no local, ao ser entrevistada pela reportagem da Rádio Transason FM declarou que o caso vem sendo tratado com descaso pela Secretaria Municipal de Educação ao tentar omitir a realidade, segundo ela, a secretária Municipal de Educação  e a diretora da escola , deveriam imediatamente ter convocado uma reunião com professores, pais e alunos e o conselho para discutir o problema que segundo ela é muito sério, o que não aconteceu. Elza reforça dizendo que não há seriedade por parte do poder público.

Agora a preocupação é o local que vai receber os alunos da escola. Apesar da boa vontade do Pr. Genuíno as dependências da Igreja Assembléia de Deus não possui uma estrutura necessária para funcionar como uma escola, e isso pode dificultar o trabalho dos professores e demais funcionários e até o aprendizado dos alunos. Por isso espera-se que as autoridades públicas trabalhem o mais rápido possível na solução dos problemas para que a escola tão querida, inclusive por ex-alunos volte a funcionar, mas com segurança para o bem de todos.

Redação-Izaias Cruz

fonte-transasonfm