Mantenense é preso após matar a namorada em Portugal

Alcino Valente, 29 anos, natural de Mantena, teria asfixiado Danúbia Toxien, de 22, em seu apartamento, em Lisboa. O mineiro Alcino Valente Júnior, de 29 anos, procurado pela Interpol, foi preso em Lisboa, capital de Portugal, suspeito de assassinar sua namorada, a paranense Danúbia Toxien, de 22, que estava grávida de quatro meses, por asfixia. Alcino, que já teria matado uma tia em Minas, tentava se jogar de um precípicio quando foi detido pela Guarda Nacional Republicana (GNR) no Cabo Espichel, em Sesimbra, no último dia 18.

A imprensa lusitana, que repercutiu o caso amplamente em todas as mídias, noticiou que Alcino, natural de Mantena, no Vale do Rio Doce, trabalhava como stripper em casas noturnas de Lisboa. Além disso, ele ainda oferecia serviços sexuais a mulheres e homens. Este teria sido o motivo que causou a briga entre Danúbia e o mineiro, culminando na morte da jovem, que não aceitava seu modo de ganhar dinheiro.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

Um jornal de Portugal divulgou que o jovem tinha como clientes figuras públicas da televisão e de outros setores influentes do país. O apartamento onde ele matou a namorada era usado para seus encontros, oferecidos em anúncios na internet. Imagem do site da Interpol mostra Alcino como procurado

No site da Interpol, Alcino aparece como procurado por furtos e roubos cometidos no Brasil. Ele está foragido da Justiça desde 2008, quando foi condenado por assaltos violentos. Após ser detido, o mineiro confessou aos guardas do GNR que decidiu se matar depois matado a companheira. Segundo a polícia, Danúbia foi asfixiada com um travesseiro. O corpo dela apresentava lesões em todo corpo, confirmando a versão apresentada à polícia de que os dois, após discussão, acabaram brigando. A Polícia Federal aguarda manifestação da Interpol sobre a prisão do foragido.

Fonte: Correio da Manhã-Portugal