Mantena: MP representa contra Prefeitura e Secretária de Saúde e pode pedir improbidade em Mantena

O Ministério Público através do promotor Evandro Ventura da Silva expediu oficio nesta terça feira, 07 fevereiro de 2012, convocando as testemunhas Lucas Borges Camilo e  Marilene de Paula Brum, e os irmãos médicos Dra. Denise e o Secretario de Saúde Dr. Ronaldson Ferreira para depor sobre  a denuncia de que os médicos estão trabalhando concomitantemente em dois plantões, um particular e um pelo SUS. Os representados no caso foram a Prefeitura Municipal de Mantena e a Secretaria Municipal de Saúde.

O pedido de improbidade administrativa não foi descartado pelo promotor de justiça que pretende ouvir as testemunhas para depois se manifestar definitivamente sobre o caso. Em Mantena uma onda de denuncias foram feitas pela população e chegaram ao Ministério Público neste inicio de 2012. Falta de médicos, remédios, exames, cobrança de petróleo em ambulância do SUS, nepotismo, e muitas outras denuncias mostram com clareza a ingerência na saúde da administração Mauricio Toledo (PSD).

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

No ano de 2011 foram muitas as pessoas que devido a acidentes com veículos ou motos,  ou mesmo que estavam passando mal e que precisavam de exames que tiveram de procurar  atendimento no município e não conseguiram por negligência na saúde publica do município,  muito deles  foram enviados pelos próprios médicos  para buscar soluções na  cidade vizinha de Barra de São Francisco-ES.

Muitas reclamações ecoaram pela cidade e o descontentamento da população passou a ser notório e o clamor chegou até  a Promotoria Publica que se fez acompanhar da Policia Militar ao Hospital Evangélico e ao Pronto Atendimento  e constatar a veracidade dos fatos o que fez com que o Ministério Publico representasse  contra a Prefeitura Municipal de Mantena e a Secretaria Municipal de Saúde.

A promotoria tomou algumas providências objetivas e dentre elas as de mais urgências como pedir a realização de alguns  pedidos de exames e remédios  que foram negados pela administração. O  Jornalismo Gazeta do Norte adianta que o promotor não marcou uma data para se manifestar sobre a negligência da saúde no município, mas prometeu que assim que tiver condições e o mais rapidamente possível vai se manifestar para a população e a sociedade mantenense  já que a saúde publica é uma obrigação do governo municipal.

fonte-gazetadonorte