Mais de 120 prefeitos eleitos em 2008 estão afastados, diz CNM

Levantamento realizado pela CNM (Confederação Nacional de Municípios) indica que mais de 2% dos prefeitos que foram eleitos em 2008 e tomaram posse em 2009 não estão mais no exercício do mandato.

Dos 5.563 municípios brasileiros, 126 tiveram troca de prefeito até fevereiro deste ano.

O principal motivo para as mudanças, segundo a CNM, foi a cassação de mandato: 65,6%, o equivalente a 84 dos 128 casos registrados.

As cassações por infração à legislação eleitoral correspondem a 36,9% dos casos, e os atos por improbidade administrativa, a 38,1%.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

Em 19 municípios o prefeito eleito faleceu –quatro foram assassinados, três morreram em acidentes e 12 faleceram por causas naturais.

A renúncia para concorrer a outros cargos afastou 13 prefeitos e outros dois afastaram-se por problemas de doença.

Se a análise for feita por Estado, o Acre, em termos proporcionais, é o local onde houve a maior troca de prefeitos: 13,6%. Amazonas, Espírito Santo, Piauí e Mato Grosso do Sul completam a lista dos cinco primeiros.