Justiça suspende direitos políticos de Reginaldo

Mais uma decisão desfavorável ao prefeito cassado de Presidente Kennedy, no Litoral Sul do Estado, Reginaldo Quinta (PTB), pode ameaçar a participação dele nas eleições.

O juiz da Comarca de Kennedy, Ro naldo Domingues de Almeida, condenou o petebista e outros cinco réus por burlarem licitações feitas para a contratação de transporte público na cidade. A pena para Reginaldo é a perda do mandato e a suspensão dos direitos políticos por oito anos.

Na ação por ato de improbidade administrativa era investigada a realização de um pregão para contratação de empresas para transporte de estudantes, que teria sido alterado. Em vez de licitar os veículos por unidade, a contratação passou a ser global, o que privilegiaria grandes empresas.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

Ao julgar procedente a denúncia do Ministério Público, o juiz local também condenou o ex-procurador do município, Deveite Alves Porto Neto; o responsável pela licitação, Américo Dias Duarte; os empresários Carlos Roberto Cipriano e Lenildo Batista Oliveira; e a empresa Costa Sul.

recurso

Reginaldo Quinta já havia tido os direitos políticos suspensos e o mandato cassado pela Câmara no início do mês – ele recorre dessa decisão ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

O petebista havia sido preso na Operação Lee Oswald da Polícia Federal em abril, acusado de chefiar um esquema de fraude em licitações responsável pelo desvio de dinheiro.

Com a nova condenação pela Justiça local, Reginaldo ficaria impedido de disputar a reeleição, mas o advogado do prefeito cassado já afirmou que irá recorrer ao Tribunal de Justiça.