Justiça condena vereador de Águia Branca

A Justiça deferiu a liminar pleiteada pelo Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), em ação de improbidade administrativa impetrada pela Promotoria de Justiça de Águia Branca contra o vereador Vilson Effegen Silva. Foi decretado o bloqueio de 20% dos valores nas contas bancárias do requerido, limitado ao valor do dano.
No procedimento investigativo foram constatadas irregularidades como o pagamento de um jantar para comemorar a posse da nova Mesa Diretora da Câmara Municipal de Águia Branca com recursos do erário municipal, utilização da linha telefônica e do automóvel de propriedade da Câmara Municipal de Águia Branca para fins particulares, além de recebimento de valores correspondentes a diárias decorrentes de deslocamentos para fins particulares ou sem a devida comprovação do interesse público.