Justiça condena prefeito e duas empresas em Nova Venécia

A Justiça acatou denúncia do Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES) e condenou o prefeito de Nova Venécia, Wilson Luiz Venturim, o “Wilson Japonês”, e as empresas Mineracan Comércio Internacional LTDA. e Uniletra S.A. – Sociedade de Crédito, Financiamento e Investimento, pela prática de atos de improbidade administrativa.
O prefeito de Nova Venécia foi penalizado com o pagamento de multa civil, fixada em quarenta vezes o valor da remuneração percebida, devendo ser pago em favor do município de Nova Venécia, à perda de função política e à suspensão dos direitos políticos pelo prazo de cinco anos. A Justiça também proibiu o prefeito e as empresas de contratarem com o Poder Público pelo prazo de três anos.