Homens têm vergonha de revelar infertilidade masculina

A polêmica em torno da infertilidade masculina se tornou mais evidente nos últimos dias após o tema entrar em discursão na novela Fina Estampa, da Rede Globo. Na trama, o personagem Paulo, interpretado pelo ator Dan Stulbach, é casado com Esther, vivida por Júlia Lemmertz. Ele é estéril e tem vergonha de contar o problema para outras pessoas. Como na novela, na vida real a situação não é muito diferente.  A vergonha e a falta de informação fazem muitos homens esconderem que são inférteis, o que dificulta a resolução do problema.

Segundo o médico urologista e professor da Emescam, Charbel Sassine El Zoghbi, vários são os fatores que podem desencadear a infertilidade masculina. “As causas são variáveis, que vão desde fatores genéticos até infecção de alguma área da via reprodutora como próstata, vesícula seminal e testículo. Mas o que é muito comum em adulto jovem é a varicocele, que são varizes da via sistemática”.


Charbel explica que a varicocele aumenta o fluxo sanguíneo na região do testículo e isso pode diminuir a produção e a qualidade dos espermatozoides. Além disso, pesticidas, exposição a temperaturas altas, consumo de drogas lícitas e ilícitas também afetam a formação do espermatozoide.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

Vergonha

O especialista diz que muitos homens escondem que têm problemas de fertilidade porque acreditam que a parceira e os amigos irão relacionar a infertilidade com a virilidade. Quando uma pessoa fala que tem infertilidade, ela pode ser caracterizada pela população em geral como uma pessoa que tem problemas de ereção e tem sua sexualidade atingida. Por isso, ela se sente constrangida e esconde o problema.

Quando procurar ajuda

Um casal pode levar até um ano para conseguir engravidar. Após esse tempo, a mulher deve procurar um ginecologista e o homem um urologista para descobrir se há algo de errado. Para cada 100 casais férteis, apenas 40 conseguem engravidar nos primeiros 12 meses de forma espontânea.

Cerca de 70% dos casos de infertilidade provocada por varicocele são reversíveis após cirurgia. E mesmo quando o problema não é tratável existem outras formas para o casal engravidar.

” O casal pode fazer a fertilização in vitro e também a introdução citoplasmática do espermatozoide. São tantas as possibilidades de tratamento para resolver a situação do paciente que com certeza só em doenças genéticas graves, que não existem espermatozoide, como em casos de tratamento para câncer que a pessoa faz quimioterapia e radioterapia que não há solução para o problema. Se não for esse tipo de caso, sempre existe a possibilidade do casal ter um filho”, revela o especialista.