Homem mata patrão que tentou pagar para que sua mulher interrompesse gravidez

Neste último sábado (24), véspera de Natal, um aposentado de 79 anos foi encontrado morto com golpes de facão na própria casa, em Lajinha, Minas Gerais. Para a polícia o Crime foi motivado por vingança, depois que o idoso, chamado José Alves, teria incentivado a auxiliar de limpeza que trabalhava em sua casa a abortar. O homem supostamente teria dado à mulher uma quantia irrisória de quinhentos reais para que ela interrompesse a gravidez, essa seria a condição para que mantivesse o emprego na casa. Ao que tudo indica quem teria dado fim a vida de Alves, seria o marido da empregada que ficou revoltado com proposta feita a ela. O idoso foi encontrado extremamente machucado com golpes de foice na cabeça. Tanto a mulher, quanto o marido foram ouvidos pela polícia, mas negaram a participação no crime. No entanto, em depoimento à polícia vizinhos do aposentado relataram que um dia antes do crime, ele teria discutido com o marido da moça em sua própria casa. O criminoso teria ido lá para tirar satisfação sobre o que tinha acontecido à mulher. Apesar das fortes suspeitas o homem negou participação, em seu depoimento, ele disse que teria ido sim à casa de Alves, mas no dia 09 de dezembro, dia em que ficou sabendo da proposta de aborto. Na ocasião teria sido recebido a tiros pelo idoso, e não teria voltado mais à sua casa.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

No entanto, a versão da mulher de 33 anos, foi um pouco diferente. Ela disse à polícia que o marido teria ido sim à casa do idoso no dia 24 e que só teria voltado pra casa de madrugada, por volta de 5h da manhã, com roupas diferentes das que usava, extremamente agitado e irritado. Ao ser questionado por ela, sobre o que estava acontecendo, o homem teria confessado o crime. A proposta de José Alves era a de que a empregada largasse a casa e o marido e fosse morar com ele, e para que isso acontecesse, ela teria que abortar a criança que carregava de seu companheiro. O idoso ainda teria ameaçado dizendo que se isso não acontecesse, ela perderia o emprego e o apoio financeiro. A polícia ainda analisou todos os relatos para chegar a uma conclusão sobre a autoria do crime. Depois das falas da mulher, o marido se sentiu pressionado e acabou confessando ter sido ele a matar o idoso. Agora ele está preso em Manhuaçu, município vizinho. Diante da confusão e do crime, a mulher acabou perdendo a criança em um abortamento espontâneo.