Final de semana sangrento com três mortes em Barra de São Francisco

Final de semana foi sangrento em Barra de São Francisco e a população anda assustada com tantos crimes em poucas horas um do outro.Por volta das 08 horas da manhã deste domingo, 11 de setembro, foi registrado pela polícia militar mais um homicídio ocorrido, desta vês  em Vila Itaperuna, distrito de Barra de São Francisco. Com um golpe na cabeça foi assassinado o aposentado Any de Oliveira Chaves (foto), 69 anos, crime este ocorrido dentro de sua residência.

Segundo informações de um dos filhos da vítima, na parte da manhã foi comunicado que Any estava caído no chão e provavelmente havia passado mal e ao comparecer na residência onde o aposentado morava sozinho foi constatado que ele estava morto com um golpe na cabeça. O aposentado era indefeso e usava uma muleta que estava ao lado do corpo e o crime deixou todos moradores da localidade revoltados, pois a vítima era muito conhecida e querida em Vila Itaperuna e tinha um comércio de antiguidades.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

A pochete do aposentado estava aberta e dinheiro e relógios foram levados do interior da residência. Foi constatado ainda que o aposentado atendia as pessoas na parte noturna pela janela e o desconhecido que cometeu o crime conhecia a residência e pode ser alguém da própria comunidade. Os filhos inconsoláveis com o crime exige providências por parte das autoridades competentes, “meu pai foi assassinado covardemente, ele não merecia isso espero que quem fez isso pague pelo crime”. Desabafou.

Os outros dois crimes ocorreram no bairro Colina, na sede do município, sendo um na quinta feira, 08, e a vítima foi Fernando Fonseca de Almeida, de 20 anos, conhecido como Vovozinho, ele estava no meio da rua quando foi atingido por vários disparos de arma de fogo. A polícia não soube identificar quantos tiros acertaram a vítima. O crime aconteceu às 13h50.

No sábado dia 10, por volta das 10 horas, foi a vez de Márcio Moreira Ferreira 21 anos, mais conhecido por Márcio Cabeludo, que residia no Bairro da Colina em Barra de São Francisco. Ele foi assassinado com dois tiros a queima roupa.

Ainda com vida e caído no chão policiais prestaram socorro conduzindo-o até o Pronto Socorro do hospital local, mas não resistiu aos ferimentos e morreu antes mesmo de dar entrada no hospital.