Família busca R$ 3 milhões para tratamento de criança com doença rara

Arthur Welher Marquezini, de 1 ano e 11 meses, foi diagnosticado com Atrofia Muscular Espinhal – Tipo II (Ame), uma doença rara e degenerativa. A família, que mora em Rio Novo do Sul, no Sul do Estado, busca arrecadar R$ 3 milhões para uma medicação liberada nos Estados Unidos.

A Ame é uma doença genética degenerativa que se caracteriza pela atrofia muscular, a degeneração dos neurônios motores, levando a fraqueza muscular e paralisia muscular progressiva.

Segundo a mãe da criança, Christiane Aparecida Welher, a doença foi descoberta quando o filho era ainda um bebê. “Comecei a perceber que ele tinha algum problema aos 7 meses, mas só foi confirmado com 1 ano e 1 mês”, conta a mãe.

Um remédio chamado de Spiranza (Nusinerne), liberado nos Estados Unidos, é a esperança da família. A medicação ajuda na produção da proteína do gene defeituoso, porém, o tratamento  por um ano, custaria em torno de R$ 3 milhões. A família não tem condição financeira para esse tratamento.

O pai de Arthur, Welher Marquezini, está desempregado e mesmo assim custeia os tratamentos da criança, com fisioterapia e hidroterapia. Nas redes sociais, os pais promovem uma campanha para arrecadar o valor.

Contas para depósitos

Titular de todas as contas: Christiane Aparecida C. Welher

Banco do Brasil

Agência: 3760-5

C. Poupança: 8.975-3

Caixa Econômica

Agência: 1836

Operação: 013

C. Poupança: 8545-6

Banestes

Agência: 0161

C. Poupança: 18.814.020

Bradesco

Agência: 00553

C. Corrente: 8064-0

Sicoob

Agência: 0001

C. Poupança: 605087342

COMPARTILHE