Espírito Santo vai construir primeiro navio-sonda do Brasil

O primeiro navio-sonda brasileiro para exploração de petróleo será construído no Espírito Santo. O anúncio foi feito durante o lançamento da pedra fundamental do Estaleiro Jurong Aracruz (EJA), realizado nesta segunda-feira (19), no distrito de Barra do Sahy, em Aracruz, com a presença do governador Renato Casagrande e outras autoridades, empresários e lideranças municipais.

O investimento para construir o empreendimento é de R$ 1 bilhão. A previsão é que o estaleiro inicie suas operações a partir de 2013 e esteja totalmente concluído em 2014.

Durante as obras, o estaleiro vai gerar 2,5 mil empregos, diretos e indiretos e, uma vez em operação, gerará cerca de 6 mil postos de trabalho. O compromisso é que a empresa capacite e dê prioridade à contratação de trabalhadores residentes na região de influência do empreendimento, de acordo com a prioridade do governador Casagrande, que é de levar o desenvolvimento equilibrado às 12 micorregiões do Estado.

Para isso, já no início do próximo ano, o EJA colocará em ação seu plano de capacitação profissional, em parceria com escolas e entidades da região. A expectativa é treinar cerca de 500 pessoas numa primeira fase, ampliando as chances para os moradores locais atuarem não só no estaleiro, como em outras empresas locais.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

Para o governador, a construção do navio-sonda abre uma nova frente de oportunidades para o Estado, com a implementação da indústria naval. “Terminamos o ano com muitos resultados positivos, investimento público elevado e agora anunciamos o início da obra da Jurong, que acreditou no nosso Estado, graças às regras claras e à relação transparente que existe entre os poderes públicos e os investidores que nos procuram. É um investimento que dá confiança e mostra que o Brasil está se posicionando à frente na economia mundial”.

Para o secretário de Desenvolvimento, Márcio Félix, o início das obras e o anúncio da construção do primeiro navio-sonda é um grande presente de Natal para os capixabas. “O sonho começou há cinco ou seis anos, com a assinatura de um protocolo de intenções para que tivéssemos um estaleiro. Hoje, nasce aqui no nosso Estado um novo polo naval, que vai construir o primeiro navio-sonda de exploração de petróleo feita no Brasil, um grande presente para os capixabas”, finalizou.

De acordo com o diretor-presidente do Estaleiro Jurong Aracruz, Martin Cheah, será um dos navios-sonda  mais modernos do mundo. “É capaz de perfurar áreas com lâmina d’água de 3.000 metros e de chegar a uma profundidade de 7.000 metros, nos poços de petróleo na camada pré-sal. Mas o melhor é que será capixaba”, vibrou o executivo.