Espírito Santo já registra o mês de maio mais chuvoso desde o ano de 1932

A frente fria que chegou ao Espírito Santo na noite deste domingo (13) trouxe também a chuva que causou muito transtorno aos capixabas durante o dia. Para se ter uma ideia, com os temporais registrados desde a madrugada desta segunda-feira (14), a quantidade de água já chegou a 260 mm, a maior no mês de maio desde o ano de 1932, quando o recorde foi de 280 mm, de acordo com dados do Instituto Capixaba de Pesquisa e Extensão Rural (Incaper).

Segundo o meteorologista Bruce Pontes, o fenômeno é raro em um mês considerado seco, como maio. “Já foram 200 mm de chuva em um dia só. Mas como foi bem distribuída não causou transtornos tão terríveis. Isso é bem atípico porque aconteceu em um mês de período seco. Se fosse dezembro ou janeiro já seria forte, mas em maio é muito incomum”, afirmou.

A previsão é de que as chuvas continuem intensas até a próxima quinta-feira (17). “A frente fria vai se afastar lentamente, ainda teremos muita instabilidade durante toda a semana, mas a chuva mais significativa vai acontecer nos próximos dois dias. Ela pode ser moderada e até um pouco forte. A partir de quinta, a tendência é que isso diminua um pouco, mas deve ter uma chuva fraca ainda”, falou Bruce Pontes.

Folha VitóriaA chuva atinge todo o Espírito Santo desde a noite deste domingo (13) e já castigou a Grande Vitória. Bairros, ruas e avenidas amanheceram alagados nesta segunda-feira (14). (Fotos: Usuários do Twitter). A ocorrência mais grave foi registrada em Guarapari, onde oito pessoas ficaram feridas após uma pedra rolar e atingir uma casa na localidade de Jabuti, no interior do município.

Trânsito

As principais ruas e avenidas da Grande Vitória como a Reta da Penha, Avenida Vitória, César Hilal, Avenida Beira-Mar, Jerônimo Monteiro, no centro de Vitória, e Lindenberg, em Vila Velha, também apresentavam trechos de alagamentos e, consequentemente, trânsito lento. Os acessos às três pontes de Vitória também ficaram prejudicados. Motoristas enfrentaram lentidão na Segunda Ponte e alagamentos nos acessos de Vila Velha à Terceira Ponte. Devido aos alagamentos no bairro São Torquato, também havia lentidão no trânsito na Cinco Pontes.

Em Vila Velha, o bairro Cobilândia ficou completamente debaixo d’água e os moradores ilhados em suas casas. Na Praia da Costa e em Itapoã, várias ruas ficaram alagadas e os motoristas e pedestres precisaram ter muito cuidado ao transitar pelas vias.

Em Cariacica, os bairros São Geraldo e Rio Marinho estão cheios de água e em alguns pontos, nem os ônibus conseguem transitar. E, para agravar a situação, a parte de uma construção desabou no bairro São Geraldo. Ninguém ficou ferido, mas bem ao lado da construção existe uma residência que corre o risco de ser atingida se mais partes da construção cederem.

Feridos em Guarapari

Oito pessoas ficaram feridas após uma pedra rolar e atingir três casas, na manhã desta segunda-feira (15), na localidade de Jabuti, no interior de Guarapari. Segundo informações do Corpo de Bombeiros do município, que atendeu a ocorrência, as pedras rolaram por causa das fortes chuvas e acabou atingindo as residências, que eram de alvenaria.

Ainda segundo informações do Corpo de Bombeiros, oito pessoas ficaram feridas e um senhor de 84 anos teve ferimentos graves. Ele foi socorrido e encaminhado para o Hospital Antônio Bezerra de Farias, em Vila Velha.

Reprodução TV VitóriaEstrutura desaba na Praça do Papa

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

A chuva forte que atinge o Espírito Santo desde a madrugada desta segunda-feira (14) também provocou desabamentos na Grande Vitória. Na Praça do Papa, o toldo da estrutura de uma feira desabou. A lona não aguentou a quantidade de água e a estrutura metálica acabou cedendo.

Transporte Coletivo

Nos terminais de ônibus de Cariacica, Vila Velha e Serra, era intensa a aglomeração de passageiros durante a manhã e diversos coletivos deixaram os locais já superlotados. Também era possível ver muita gente nos pontos de ônibus das cidades aguardando o transporte coletivo.

Problemas na BR 101 Sul

A BR 101 Sul foi liberada após algumas quedas de barreiras e um acidente grave na manhã chuvosa desta segunda-feira (14). De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF) o trecho entre os KMs 334 e 346, em Guarapari, é o mais crítico e a possibilidade de novos deslizamentos de pedra e terra é iminente.

Outro fator deixou interrompido o trânsito no KM 391, na altura de Rio Novo do Sul. Uma carreta se chocou com um carro por volta das 6h30. A BR ficou interditada por um período de duas horas até a remoção dos dois veículos para a lateral da pista. Além disso, duas pessoas ficaram feridas. O motorista do automóvel foi socorrido em estado grave para a Santa Casa de Cachoeiro de Itapemirim.

O inspetor da PRF Walter Mota alerta os motoristas que vão pegar a estrada debaixo de temporal. “Em todo o trecho pedimos para os motoristas andarem em uma velocidade mais baixa para evitar acidentes. Eles também devem evitar dirigir no período noturno também por causa de obstruções na pista ou quedas de barreiras que podem causar acidentes graves”, falou.

Chove o dobro do esperado

Folha VitóriaUma frente fria chegou ao Espírito Santo neste domingo (13), provocando chuva em várias cidades capixabas no final da noite de ontem. Já choveu de forma bastante significativa em várias localidades e a tendência é de que essa chuva continue caindo ao longo da semana, variando entre fraca e moderada.

Desde a meia-noite de domingo (13) até às 10h da manhã desta segunda-feira (14), o volume de chuva foi de 171,8 mm em Vitória, número acima da média para o volume de chuvas no mês de maio na Capital, que é de 85,7 mm. No município de Alfredo Chaves, chove desde às 22 horas de domingo e o volume registrado até o momento foi de 205 mm.

De acordo com o meteorologista do Incaper, Bruce Pontes, a previsão é de que nesta segunda-feira (14), a frente fria continue provocando pancadas de chuva, que começam a se espalhar por todas as regiões capixabas. “A região mais afetada deve ser a faixa Leste e Sul do Espírito Santo. O vento sopra com até moderada intensidade no decorrer do dia e o sol praticamente não aparece. Essa combinação faz as temperaturas caírem”, afirmou Bruce.

Nesta segunda-feira (14), a temperatura mínima será de 16,0°C e máxima de 19,0°C na Região Serrana. A temperatura vai de 20,0°C a 25,0°C nas demais regiões do Espírito Santo. “A sensação térmica será relativamente baixa por causa do vento sul e sudeste. As madrugadas tendem a ficar mais frias a partir de quinta-feira (17), mas as tardes terão temperaturas agradáveis”, afirmou Bruce Pontes.

Contatos da Defesa Civil

Se você sofreu algum prejuízo ou danos com relação a alagamentos e deslizamentos, saiba como entrar em contato com a defesa civil do seu município.

Defesa Civil de Vitória
Telefone: 0800-2839700 / 3382-6168 / 3382-6167 / 8818-4432 (Plantão)

Defesa Civil de Vila Velha
Telefone: 3388-4029 / 3388-4643

Defesa Civil da Serra
Telefone: 3338-1756

Defesa Civil de Cariacica
Telefone: 3346-6111

Defesa Civil de Viana
Telefone: (27) 3255-1110 – 9774 3747

Defesa Civil Estadual
Telefone: 199 / 3137-4441