Em passeata, manifestantes pedem saída do promotor de Justiça de Mantenópolis.

44 Mantenópolis-ES amanheceu neste sábado, dia 18/04/2015 com a movimentação de populares, mobilizando-se para uma manifestação que ocorreu nesta data às dez horas da manhã e se estendeu até quase o meio dia, onde houve a participação massiva de todos os setores da sociedade, abrangendo até a quarta geração de moradores.

O município vive atualmente o drama na área de saúde por não contar mais com o funcionamento do hospital local devido a problemas de ordem burocrática, administrativa, financeira, recursos humanos e infraestrutura técnica. Apesar da intensa reforma estrutural feita nesta unidade e com a colaboração da iniciativa privada, a retomada de funcionamento não foi possível diante da recomendação do ministério público local, cuja administração que estava sob responsabilidade do então diretor Sr. Hildebrando, e que por ocasião da recomendação, foi concedida para o poder público municipal o direito de gestão pelo prazo de 180 dias, a contar a partir do dia 11 de abril de 2015.  Portanto não há previsão das providências que serão tomadas ou se o curso dos entraves burocráticos possibilitarão a retomada da instituição filantrópica na condição de unidade hospitalar.

Com a recomendação, a transição se deu pacificamente e os funcionários do Posto de Atendimento que já funcionava em outra unidade,  assumiram seus postos e prosseguem normalmente com as atividades de atendimento básico mínimo exigido pelo ministério da saúde, mas que, segundo reclamações de alguns moradores, não atendem suficientemente à demanda de uma cidade de porte de Mantenópolis, município este que é desmembrado em mais três distritos tais como, São Geraldo, São José e Santa Luzia. Tais medidas e diante da precariedade e das limitações de atendimento básico dos postos de saúde chamados de PA, seus moradores são forçados a buscarem atendimento médico e ambulatorial de média e alta complexidade em hospitais das cidades vizinhas mais próximas, geralmente compreendidas entre Mantena MG, Barra de São Francisco ES, Colatina ES, São João do Manteninha MG, e Central de Minas MG. Algumas destas cidades só permitem o acesso por via não pavimentada, acidentalmente perigosas por se tratar de um acesso clandestino e não reconhecido no mapa geográfico. Reclamam que caso haja a necessidade de um atendimento emergencial, o tempo a ser empreendido para fazer tal percurso, pode ser a a diferença entre a vida e a morte, (conhecido como  estrada do Turvo em sentido a M G 381 com acesso a Mantena ) ,  ou via E S 164 (Rodovia Alonso Pinheiro) também em sentido  à rodovia estadual M G 381 (Trecho – Estrada Pará Governador Valadares), e o tempo percorrido pode variar de acordo com as condições climáticas,  por ocasião severa de chuvas torrenciais ou persistentes, ficam praticamente intransitáveis, áreas estas também sujeitas a constantes desmoronamento das encostas ou inundações pluviais. O  atendimento mais próximo por via totalmente pavimentada fica em Pancas ES ou Colatina ES, neste último destino aliás, o tempo mais rápido compreende-se entre duas a duas horas e meia, tendo uma distância de cerca de 125 kilometros a ser percorrido.

Consideram-se também o problema dos deslocamentos para aquelas cidades, que geram despesas pessoais aos pacientes, e que não são ressarcidos pelo SUS ou pela previdência social, e que em caso de condução pública, também geram gastos extras desnecessários ao erário público,  caso houvesse um hospital no domicílio próprio do paciente. Tais gastos englobam o de combustível, motorista, enfermeiros de apoio, estadias e manutenção de veículos, sendo também que o deslocamento dos funcionários para atendimento fora do município defasam o atendimento na unidade de origem. O tempo exigido no percurso e as condições rodoviárias precárias tendem também a agravar a situação dos pacientes, principalmente em caso de fraturas, incluindo os riscos de que em tais condições a ambulância venha ser envolvida em acidente de trânsito pelas circunstâncias da má conservação do trajeto e  total ausência de sinalização pública ou qualquer outra infraestrutura mínima, conferindo maior risco aos pacientes transportados bem como ao pessoal de apoio, e menor garantia de que haja tempo vital para o acesso a esses destinos.

Populares alegam que a distância e o tempo gastos no percurso no caso de necessidade de locomoção para outras cidades em busca de atendimento emergencial tendem a acentuar o sofrimento, incorrendo em  um maior prolongamento do estado doloroso de pacientes acidentados  ou com crises cardíacas, renais. de vesículas ou psiquiátricas, contrações uterinas de gestantes ou outras doenças convalescentes ou de caráter doloroso que requeiram atendimento especializado e imediato. Alguns manifestantes entrevistados pelo sitemantenopolis/radio transason FM alegam o fim da tolerância, pautando nas reivindicações a saída do então promotor local, o Dr. Izaias, sendo-lhe imputada a culpa pelos entraves burocráticos que propiciaram a não permanência das atividades do hospital N. Sra das Dores, e pedindo nesta mesma pauta a reintegração social das crianças filhas de moradores de Mantenópolis ES, cujos pais tiveram que se deslocar para outras cidades por ocasião do parto, e sendo enfim os recém nascidos registrados como sendo destas cidades, perdendo a sua identidade social e afinidade com o município onde prosseguiria a sua vida, e não constando estatísticamente nos índices de natalidade de Mantenópolis, até então sem nenhuma informação oficial neste aspecto.

A população também reivindica a reestruturação da promotoria pública. O evento contou com o aparato e escolta da polícia militar local com viaturas do GOE – Grupo de Operações Especiais, que deu total apoio à passeata no sentido de coibir e prevenir quaisquer incidentes de alguns manifestantes com interêsses alheios ao movimento, fazendo a escolta e também orientando o trânsito, garantindo e dando respaudo legítimo e legal ao direito civilmente democrático dos manifestantes.

O Dr. Izaias, promotor de Mantenópolis ES publicou nas redes sociais formalmente a sua imparcialidade ao mérito da questão, e que sua posição não é intencionalmente prejudicar a comunidade de Mantenópolis, mas faz uma exigência com base em argumentos amparados em leis federais, consistindo que o hospital em questão não poderá funcionar de forma sustentável e ostensiva sem que se cumpra antecipadamente todas as exigências especificas para o setor hospitalar, evitando o funcionamento clandestinamente deliberado, dificultando aliás os meios oficiais de recebimento ou reivindicação de repasses públicos, por não contar com estrutura administrativa também constituída pelos setores responsáveis pela saúde pública do município, recursos estes que seriam incorporados às necessidade hospitalares tais como manutenção de internações, infraestrutura de atendimento técnico e humano inerente e compatível a cada caso, pagamento de funcionários e reposição de suprimentos e materiais de expediente, aspirando e justificando portanto que haja condições dignas e autosuficientes de atendimento, bases jurídicas sólidas e responsáveis

Os problemas na área da saúde não afetam apenas o município de  Mantenópolis isoladamente, mas abrangem a maioria das cidades brasileiras, cabendo às comunidades porém serem mais participativas com os eventos sociais de suas cidades para resguardarem seus méritos alcançados e zelarem de suas instituições locais, observa o vereador de Mantenópolis, sr. Jorge Alves. A promotoria pública do município tem agendada com os vereadores uma reunião no próximo dia 24/04/2015, indicando antecipadamente não ter caráter conciliatório ou consensual, mas que possivelmente venha abrir oportunidades para o diálogo, onde as partes envolvidas irão expor seus argumentos e dar uma resposta conclusiva e responsável à comunidade.

Fonte: Redação do sitemantenopolis – Radio Transason FM – Direitos reservados.  Clique e ouça a narração da notícia.

ASSISTA AO VÍDEO DO EVENTO. (Talvez precise pausar o player de audio no topo desta pagina).

Selecione a resolução de vídeo na tela do player de acordo com sua velocidade de conexão.

GALERIA DE FOTOS – SLIDESHOW. (Aguarde o carregamento total das imagens).

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize