Em 20 anos, católicos serão menos de 50%

São Paulo

A pesquisa divulgada ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) com novas informações do Censo 2010 mostram que a queda da proporção de católicos na população brasileira foi recorde entre 2000 e 2010. Caiu 12,2%, passando de 73,6% dos brasileiros para 64,6%. Em 1991, os católicos eram 83%. Se o ritmo de queda da última década for mantido, em 20 anos os fiéis da Igreja  serão menos da metade da população.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

Em 20 anos, o rebanho católico diminuiu 22%, ou seja, em proporção, a Igreja perdeu mais de um quinto de seus fiéis. Em números absolutos, foram quase 1,7 milhão de fiéis a menos, saindo de 124,9 milhões para 123,2 milhões.

O recuo dos católicos está diretamente ligado ao aumento de 44% da proporção de evangélicos. Estes eram 15,4% da população brasileira em 2000 e passaram para 22,2% em 2010. Na década anterior, o crescimento de protestantes e pentecostais foi muito maior, de 70%.

Apesar do aumento, os grandes segmentos da religião tiveram comportamentos completamente diferentes. Os evangélicos de igrejas históricas ou de missão –  trazidas ao Brasil pela imigração europeia, como a Luterana, Presbiteriana, Batista e Adventista  – cresceram em números absolutos, mas estão estagnados na proporção da população: eram 4,1% dos brasileiros em 2000 e agora são 4%.
Já os pentecostais continuaram a crescer, mas o ritmo diminuiu na última década. (Com agências)