Dois municípios do Estado estão entre os maiores PIB per capita do país

Dois municípios do Espírito Santo ficaram entre os dez maiores Produtos Internos Brutos (PIB) per capita do país em 2010: Anchieta e Presidente Kennedy, ambos localizados na Região Litoral Sul do Estado. Com valor de R$ 175.188, Anchieta que, em 2009, tinha o décimo maior PIB per capita do país, subiu para o sexto lugar no ranking nacional em 2010. Já Presidente Kennedy, ficou com a oitava posição, com R$ 155.825.

Vitória também é destaque nacional e repetiu o desempenho de 2009, registrando o maior PIB per capita entre as capitais do país, com valor de R$ 76.758.

O Produto Interno Bruto (PIB) oficial dos municípios do Espírito Santo em 2010 foi divulgado nesta quarta-feira (12) pelo Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN) e é calculado em parceria com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O PIB é a soma das riquezas produzidas pelo conjunto dos diversos setores da economia.

Além de Anchieta, Presidente Kennedy e Vitória, outros três municípios também registraram PIB per capita maior que o do Espírito Santo (R$23.379) em 2010: Aracruz (R$ 34.719), Serra (R$ 31.043) e Itapemirim (R$ 26.015).

Em valores nominais, Vitória também possui o maior PIB entre os municípios do Estado, com valor de R$ 24.969.295, o que representa 30,41% do total. Em seguida aparecem Serra, com R$ 12.703.017 (15,47%); Vila Velha, com R$ 6.978.690 (8,50%); Cariacica, com R$ 4.904.147 (5,97%); e Anchieta, com R$ 4.185.736 (5,10%). Esses cinco municípios concentram mais de 65% do PIB Estadual.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

Entre as maiores variações da participação dos municípios no PIB do Estado, comparado a 2009, estão: Presidente Kennedy (+67,57% de crescimento na participação), saltando da 13ª para a 10ª posição no ranking estadual; Anchieta (+55,08%), de 7º para 5º lugar; Itapemirim (+37,09%), de 15º para 14º; Marataízes (+36,51%), de 23º para 18º; Piúma (+21,71%), de 50º para 43º; e Aracruz (+16,73%), de 8ª para 6ª maior economia capixaba. A Indústria Extrativa Mineral é uma atividade representativa para esses municípios com especial referência ao subsetor de Petróleo e Gás Natural.

Setores

O setor de serviços continua sendo o mais presente na maioria dos municípios capixabas. Entre as cidades que mais contribuem para a produção do setor no Estado estão: Vitória (29,52% do Valor Adicionado Bruto do setor de serviços Estadual), Serra (15,23%), Vila Velha (11%), Cariacica (7,75%) e Cachoeiro de Itapemirim (4,15%).

Entretanto, conforme o desempenho estadual, a indústria foi o setor que ganhou mais cresceuem 2010, com destaque para a indústria extrativa mineral.

O resultado do setor também se refletiu no PIB dos municípios capixabas. Os cinco maiores municípios industriais foram responsáveis por pouco mais de 68% do valor agregado industrial do Estado. São eles: Vitória, com destaque para a produção de minério de ferro; Serra, cuja atividade é voltada para produção de aço bruto e a indústria de transformação; Anchieta pela exploração de petróleo e também o segmento de pelotização do minério de ferro; Aracruz, com a exploração de petróleo e, especialmente, o segmento de papel e celulose; e Vila Velha, também com forte representação na indústria de transformação.

Já a agropecuária, que sofreu, em 2010, com a falta de chuva e temperaturas elevadas, teve peso variando nas cidades capixabas entre 0,08% e 7,09% do PIB. Apesar disso, sete dos 78 municípios capixabas tiveram a Agropecuária como principal atividade no ano de 2010: Brejetuba, Conceição da Barra, Montanha, Mucurici, Pinheiros, Santa Maria de Jetibá e Vila Valério. O cultivo de café é a atividade mais representativa do setor primário (32,81% do Valor Adicionado do setor). Dos 78 municípios capixabas, 76 produzem café, ou seja, a atividade está presente em 97,44% dos municípios do estado.