Depois de afastado pela justiça prefeito de Mantenópolis terá que enfrentar CPI

Ao que tudo indica os problemas do prefeito afastado, Eduardo Carneio (PT), ainda estão longe de terminar. É que o presidente da Câmara Municipal de Mantenópolis/ES, Raul Duarte (PPS), aventou a possibilidade de ser aberta uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para apurar as irregularidades apontadas pelo Ministério Público.

Entretanto, caso haja mesmo abertura de uma CPI, isso só acontecerá depois de março, haja vista que os vereadores estão em recesso até o dia 05 de março. Raul Duarte garante que até o momento quatro vereadores já assinaram o pedido de abertura da CPI. “As investigações deverão ser abertas somente em março, pois no período de recesso nem todos podem comparecer”, explica o presidente da câmara.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

O objetivo da CPI proposta pelo vereador Raul Duarte é apurar com mais profundidade as irregularidades apontadas pelo Ministério Público e que culminaram com o afastamento do prefeito pelo Tribunal de Justiça do Estado do Espírito Santo. O prefeito afastado está sendo acusado de ter falsificado uma página do Diário Oficial e de um jornal privado, cujo nome ainda não foi divulgado pelo Ministério Público. O objetivo das falsificações foi simular publicidade de contratação de empresa para construir um campo de futebol.

Ele é acusado também de praticar fraude em concurso público realizado por uma empresa de jardinagem e que resultou inclusive na aprovação de um analfabeto. Provisoriamente a prefeitura foi assumida pelo vice-prefeito Maurício Alves dos Santos (PSB). A posse foi realizada às pressas e o novo prefeito já deixou claro que a saúde terá prioridade em sua administração.

FONTE-GAZETADONORTE