Denúncia de uso de máquinas públicas em terreno particular

Secretários municipais e um vereador de Iúna estão sendo investigados pela polícia e pelo Ministério Público Estadual. A suspeita é de que eles teriam liberado o uso de máquinas da prefeitura e funcionários públicos em uma obra realizada num terreno particular. A denúncia foi feita por um morador da cidade, na manhã desta quinta-feira (10).

De acordo com as primeiras informações, quatro servidores estariam trabalhando em uma propriedade rural, no interior da cidade. Eles usavam três máquinas, que pertencem ao município. Após a denúncia, a Polícia Civil esteve no local. Os funcionários públicos e o dono do terreno foram conduzidos à Delegacia e ouvidos na tarde desta quinta. O produtor rural teria pedido ajuda ao vereador Volmir Hoti Silva (PSD), que intermediou o processo, solicianto à Prefeitura o serviço das máquinas.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

Nesta sexta (11), os secretários municipais e o vereador prestarão depoimento. Volmir Hoti Silva, que é presidente da Câmara de Vereadores de Iúna, e Gumercindo Vinand, secretário de Agricultura da cidade, afirmam que as máquinas e funcionários estavam trabalhando na melhoria de estradas do interior.

Os secretários podem responder por improbidade administrativa e pelo crime de peculato, devido ao furto de combustível dos veículos. A pena é de 2 a 12 anos de prisão. (Com informações de Sara Moreira – Jornal A Gazeta).
Ministério Público ainda investiga flagrante em Cachoeiro

No dia 27 de setembro, uma máquina da Prefeitura de Cachoeiro foi flagrada fazendo o nivelamento de um terreno particular, de uma empresa de mármore e granito. Na época, o secretário de Interior Braz Zagotto usou o termo “parceria” para definir a prática, e afirmou que era comum isso acontecer no município.

Nesta quinta (10), o Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio da Promotoria de Justiça de Cachoeiro de Itapemirim, informou que continuam os procedimentos de investigação e análise dos fatos  e, caso sejam constatadas irregularidades, serão tomadas as medidas legais cabíveis.

Em setembro, uma máquina da Prefeitura de Cachoeiro foi flagrada fazendo o novelamento de um terreno particular