Corpo de pedreiro que desapareceu na noite de Réveillon é achado dentro de carro em rio de Cariacica

Foi encontrado nesta terça-feira (14) o corpo do pedreiro Manoel Carlos de Souza, de 57 anos, desaparecido desde a noite do último Réveillon. A vítima foi encontrada por uma equipe do Corpo de Bombeiros dentro de um carro no rio Santa Maria, na altura do município de Cariacica.

Parentes e amigos do pedreiro acompanharam o trabalho dos peritos e da polícia. “Jamais imaginaria que isso poderia acontecer porque meu irmão era bem relacionado e muito trabalhador”, comentou o servidor público Aldemar de Souza.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

Os três suspeitos de terem cometido o crime são irmãos e ex-enteados da vítima. Eles estão presos no Departamento de Polícia Judiciária (DPJ) de Cariacica, onde confessaram o assassinato. Segundo a polícia, os acusados disseram que mataram Manoel por vingança, já que a mãe deles, Valéria Gusmão Gonçalves, tinha se relacionado com o pedreiro por dois anos. O fim do romance, o retorno para a mulher do primeiro casamento e agressões físicas teriam motivado o crime.

“A polícia trabalha com a hipótese de ele ter sido atraído para um crime premeditado. Vamos procurar comprovar isso para mantê-los presos”, explicou o delegado João Paulo Pinto.

O crime

O pedreiro tinha desaparecido na noite de Ano Novo. Segundo a família, ele estava na igreja e, por volta das 22 horas, pediu a chave do carro para o genro dizendo apenas que não demoraria para voltar. Desesperada, a família publicou a foto dele em redes sociais e chegou a procurar a polícia, mas a resposta só chegou agora, mais de um mês depois do desaparecimento.