Comunicado Urgente do Ministério Publico de Mantenópolis a população

10336690_10200901145170560_3967154655390861937_nConforme é de conhecimento público, há mais de uma década os serviços de saúde pública em Mantenópolis vêm e deteriorando, tendo alcançado níveis intoleráveis e aviltantes à dignidade humana.

No ano de 2009, com a participação da Promotoria de Justiça de Mantenópolis, ocorreu nesta cidade uma audiência pública com a participação das principais autoridades especializadas em saúde neste Estado, tais como o Procurador de Justiça do MPES, Dr. José Adalberto Dazzi e o atual Secretário de Estado de Saúde, Dr. José Tadeu Marino, ambos a convite da Promotoria.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

Naquela audiência pública foram explicitamente apontados os principais e gravíssimos erros ocorrentes, dentre os quais, desvios de finalidade e graves erros administrativos voltados a atender interesses privados e grupais.

Naquela mesma audiência pública foram apontadas e prometidas as adoções das medidas administrativas necessárias à correção dos desvios ocorrentes. Entretanto, em razão de interesse grupais e privados, a administração pública desvirtuou os rumos apontados naquela audiência pública permitindo a continuidade da deterioração dos serviços de saúde púbica em Mantenópolis.

Em razão do exposto, a Promotoria de Justiça de Mantenópolis
C O M U N I C A:

Durante toda esta semana, dias 01 a 05 do corrente mês de setembro, permaneceu neste município a servidora do MPES  Schirley Cristina da Silva, especialista em serviços de saúde pública, desenvolvendo uma primeira fase de diagnóstico, quando se constatou que a qualidade dos serviços prestados atualmente alcançou estado de “calamidade”.

Os trabalhos do Ministério Público continuam e resultarão em adoção de medidas legais visando a correção do nível intolerável de prestação dos serviços públicos de saúde, notadamente, à população carente desta comarca.