Chelsea planeja investir R$2.4 bilhões em reforma e aumento de seu estádio

stamfordbridge-chelsea-westbromwich-get

O Chelsea pode estar de mudança, ao menos temporariamente. Ao menos é o que afirma o jornal inglês The Telegraph. Segundo a publicação, o clube prepara uma grande reforma de modernização em seu estádio, o Stamford Bridge, que incluiria o aumento de capacidade para 60.000 pessoas. A obra, que seria financiada pelo dono Roman Abramovich, está orçada em cerca de £500 milhões (cerca de R$2.4 bilhões) e duraria três anos. Com a isso, a equipe de futebol precisaria atuar em outro local, possivelmente em Wembley ou Twickenham.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

Atualmente com capacidade para 41.798 torcedores, o Stamford Bridge dá um retorno aquém do que poderia, já que costuma ter sua lotação máxima. O Emirates Stadium, do Arsenal, que comporta 60.432, tem uma receita média por dia de partida de mais de £30 milhões acima do que ganha o Chelsea – somando bilhetes, camarotes e compras no estádio.

O Chelsea, porém, ainda teria que resolver algumas questões antes de definir o início das obras. Isso porque o Stamford Bridge está localizado em uma área de 12 hectares, enquanto estádios de cerca de 60.000 pessoas são construídos em locais de pelo menos 20 hectares. Há também vias férreas que passam na parte de trás do área leste do estádio.

O clube insiste que o planejamento ainda está no início e que precisariam de anos para que isso venha a se tornar realidade. Porém, há rumores internos de que a equipe de futebol jogaria em um Stamford Bridge totalmente remodelado em, no máximo, 10 anos.